São Paulo rebate Fifa e diz que "jamais brincou" sobre Morumbi

segunda-feira, 28 de junho de 2010 12:55 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O São Paulo Futebol Clube respondeu nesta segunda-feira as declarações do secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, que comemorou o fato de o estádio do Morumbi ter sido excluído do Mundial de 2014.

"O São Paulo Futebol Clube jamais tratou como 'brincadeira' o trabalho de preparação do estádio do Morumbi para a Copa do Mundo de 2014", informou a equipe em comunicado.

"O São Paulo Futebol Clube é uma Instituição Séria, com décadas de História Ilibada e merecedora do mais absoluto respeito", acrescenta a nota.

O time paulista, dono do Morumbi, rebateu Valcke, que afirmou no sábado: "O Morumbi está fora, isso é uma boa notícia. Há um momento em que você tem que parar de brincar."

O Morumbi foi cortado da Copa que será disputada no Brasil daqui a quatro anos por não ter apresentado as garantias financeiras para realizar o projeto de reforma aprovado pela Fifa, anunciaram o comitê organizador do Mundial e a Fifa neste mês.

Apesar da exclusão do estádio, a cidade receberá jogos da Copa, disse Ricardo Teixeira, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do comitê organizador local. Ainda não está definido, porém, qual estádio abrigará as partidas do Mundial.

"A exclusão do estádio do Morumbi só pode ser considerada 'boa notícia' por aqueles que têm interesses pouco nobres refletidos em esforços que pretendem aproveitar do mote da Copa do Mundo de 2014, com vistas à geração de 'boas oportunidades de negócios', como seria o caso da construção de uma nova arena em São Paulo, na qual investimentos públicos seriam oferecidos como forma de agregar valor ao empreendimento privado cuja finalidade principal é realizar lucros em favor de 'investidores' e seus 'sócios'", afirmou o São Paulo.

(Por Tatiana Ramil)