COPA-Sem Ramires e Felipe Melo, meio-campo vira problema

segunda-feira, 28 de junho de 2010 20:35 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - O técnico Dunga terá que encontrar uma solução para o meio-campo da seleção brasileira que enfrentará a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo, uma vez que Ramires está suspenso e Felipe Melo tem poucas chances de jogar pois ainda luta para se recuperar de uma lesão no tornozelo.

A entrada de Ramires contra o Chile deu mais velocidade ao time brasileiro, e o jogador do Benfica inclusive foi o autor de uma linda jogada que culminou no gol de Robinho, o último do Brasil na vitória de 3 x 0. No entanto, Ramires levou seu segundo cartão amarelo na competição e não poderá jogar contra a Holanda.

"Jogando os 90 minutos estava sujeito a tomar o cartão, e acabou acontecendo. Na minha opinião foi uma falta normal de jogo", argumentou o volante, que recebera o primeiro amarelo após entrar como substituto contra a Coreia do Norte no primeiro jogo da seleção brasileira.

Titular da posição, Felipe Melo levou um pisão no tornozelo esquerdo que o forçou a deixar o campo no primeiro tempo do jogo contra Portugal, na semana passada, e, de acordo com o médico da seleção brasileira, José Luis Runco, tem apenas 40 por cento de chances de jogar contra a Holanda na sexta-feira.

"O Felipe Melo tem trabalhado, mas ainda sente um incômodo. Vamos trabalhar manhã, tarde e noite para tentar recuperá-lo", disse Runco a jornalistas depois do jogo com o Chile, em que Felipe Melo não pôde nem mesmo ficar como opção no banco de reservas, apesar de ter participado do treinamento da equipe no domingo.

O nome mais provável para substituí-lo contra os holandeses é Josué, que entrou no lugar de Felipe Melo no jogo contra Portugal. No entanto, Dunga também pode arriscar um pouco mais e promover o retorno ao time titular de Elano no lugar de volante, deixando Daniel Alves entre os titulares.

Jogador fundamental nos dois primeiros jogos do Brasil na Copa, quando marcou gols nas vitórias contra Coreia do Norte e Costa do Marfim, Elano desfalcou a equipe nas duas últimas partidas com uma lesão sofrida contra os marfinenses.

O meia, que de acordo com a comissão técnica do Brasil já teria condições de entrar em campo contra o Chile, o que não aconteceu, garantiu em poucas palavras estar bem para as quartas de final. "Está tudo bem, estou legal", disse rapidamente a jornalistas depois do jogo desta segunda-feira.

O médico da seleção brasileira, cuja previsão inicial de que o problema de Elano não seria grave foi contrariada pela ausência do meia nos dois últimos jogos do Brasil, voltou a afirmar que o jogador está recuperado, mas admitiu que ainda falta recuperar ritmo. "O Elano está bem, tem treinado bem, só precisa recuperar um pouco mais de confiança", disse Runco.