Governo francês não deve interferir com o futebol, diz Blatter

terça-feira, 29 de junho de 2010 10:57 BRT
 

Por Mike Collett

JOHANESBURGO (Reuters) - O presidente da Fifa, Sepp Blatter, alertou o governo francês nesta terça-feira a não interferir nas questões de sua associação de futebol, ou o organismo pode suspender a federação de futebol da França.

A ameaça de Blatter veio um dia depois do presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Jean-Pierre Escalettes, se demitir na esteira do fiasco francês na Copa do Mundo.

A ministra francesa do Esporte, Roselyne Bachelot havia dito na semana passada que a demissão de Escalettes era "inevitável".

"Na França eles fizeram do futebol um 'affaire d'État' (assunto de Estado), mas o futebol continua nas mãos da federação", disse Blatter aos repórteres nesta terça-feira.

"O futebol francês pode contar com a Fifa no caso de interferência política, mesmo em nível presidencial, é uma mensagem clara", disse.

"Iremos ajudar a associação francesa, e se não puder ser resolvido por consulta a única coisa que nos resta é suspender a federação".

A revolta com a eliminação da França na fase de grupos do Mundial foi tal que o presidente Nicolas Sarkozy exigiu uma revisão do futebol nacional e se encontrou com o ex-capitão Thierry Henry a pedido deste último.

O debate continuará com as notícias desta terça-feira de que o técnico Raymond Domenech e Escalettes serão ouvidos por uma comissão parlamentar da Assembleia Nacional na quarta-feira.

Domenech será substituído por Laurent Blanc.

 
<p>O presidente da Fifa, Sepp Blatter, fala em coletiva de imprensa em Johanesburgo. Blatter alertou o governo franc&ecirc;s nesta ter&ccedil;a-feira a n&atilde;o interferir nas quest&otilde;es de sua associa&ccedil;&atilde;o de futebol. 29/06/2010 REUTERS/FIFA</p>