Van Persie diz que não exagerou na reação a substituição

terça-feira, 29 de junho de 2010 10:51 BRT
 

Por Theo Ruizenaar

DURBAN (Reuters) - A petulante reação do atacante Robin van Persie ao ser substituído no jogo contra a Eslováquia pelas oitavas de final da Copa pode ser o primeiro sinal de divisões dentro da seleção da Holanda, que até agora se mostrava muito unida.

Van Persie reagiu com raiva ao ser substituído por Klaas-Jan Huntelaar aos 35 minutos do segundo tempo, na partida que classificou a Holanda para disputar as quartas de final contra o Brasil, na sexta-feira, em Port Elizabeth.

Ao sair do campo, Van Persie discutiu com o técnico Bert van Marwijk e não comemorou o segundo gol do time, marcado por Wesley Sneijder - a partida terminou em 2 x 1.

"O que eu disse a Van Marwijk não foi um exagero," disse Van Persie, autor de apenas um gol em quatro jogos, a jornalistas. "Quero ser importante para o time e marcar gols. Quis ficar já que poderíamos ter mais espaço, com a Eslováquia buscando o empate, e senti que eu podia tirar proveito disso."

"Quase não tenho feito gols e isso estava me corroendo, embora eu tenha jogado bem," acrescentou.

Van Persie disse que sua reação não tem a ver com a pressão e não influenciou outros jogadores. O jogador afirmou ainda que às vezes ele mesmo se aborrece com a forma como age nessas situações.

Van Marwijk disse que não ficou chateado com o jogador e que entende sua frustração com a substituição. Mas a imprensa holandesa revelou que o treinador convocou a equipe depois da partida, já de volta ao hotel em Johanesburgo, para esclarecer a situação.

A reação de Van Persie foi o oposto da tranquilidade de Dirk Kuyt ao ser transferido para o flanco esquerdo do campo, dando lugar na direita para a volta de Arjen Robben no time titular.   Continuação...