Técnico japonês vê provável saída do cargo após eliminação

terça-feira, 29 de junho de 2010 16:01 BRT
 

Por Mark Meadows

PRETÓRIA (Reuters) - Frustrado, o técnico do Japão, Takeshi Okada, disse que provavelmente deixará o cargo após a derrota de sua equipe para o Paraguai na Copa do Mundo numa disputa de pênaltis nesta terça-feira. O jogo terminou 0 x 0.

Japão, que buscava chegar pela primeira vez às quartas de final e carregar as esperanças da Ásia, raramente teve chance de gol em um dos piores jogos do torneio até agora.

"Provavelmente não tenho mais nada para fazer agora", disse Okada em entrevista coletiva quando questionado se sairia, embora tenha dito que uma decisão definitiva leva tempo.

"É minha responsabilidade, não insistimos o suficiente. Não posso elaborar mais. Quando eu olho atrás no que eu poderia ter feito para os jogadores e no que eu fiz como técnico, deveria ter sido mais insistente na vitória."

"É difícil detalhar por que não conseguimos marcar. Não somos uma equipe que consegue marcar muitos gols", disse o treinador, que quase encerrou sua segunda passagem pela seleção japonesa após uma derrota em amistoso para a Copa contra a Coreia do Sul.