30 de Junho de 2010 / às 14:15 / 7 anos atrás

Inglês que invadiu vestiário é libertado

<p>Jornalista de tabl&oacute;ide brit&acirc;nico Simon Wright, deixa o tribunal na Cidade do Cabo depois de ser acusado de ajudar o torcedor Pavlos Joseph a entrar no vesti&aacute;rio da sele&ccedil;&atilde;o inglesa durante a Copa do Mundo. 30/06/2010Mike Hutchings</p>

CIDADE DO CABO (Reuters) - Um torcedor que invadiu o vestiário da seleção inglesa após um jogo da Copa aceitou pagar uma multa e foi libertado na quarta-feira por um tribunal sul-africano, sem precisar responder a um processo criminal.

Pavlos Joseph, 32 anos, foi detido dentro do vestiário inglês em 18 de junho, após o frustrante empate sem gols contra a Argélia.

Craig Webster, advogado dele, disse que seu cliente foi solto mediante uma multa de 750 rands (cerca de 100 dólares) por invasão de local privado. A promotoria concordou com a solução.

O incidente gerou preocupações com a segurança das seleções, e a polícia local agora indiciou um jornalista de um tabloide britânico que teria ajudado Joseph na invasão. O jornal Sunday Mirror, onde trabalha o repórter Simon Wright, negou que ele tenha feito qualquer coisa de errada.

Reportagem de Wendell Roelf

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below