June 30, 2010 / 8:28 PM / 7 years ago

Popular, Tevez simboliza espírito argentino

3 Min, DE LEITURA

<p>Carlos Tevez, o 'homem do povo' da sele&ccedil;&atilde;o argentina, participa de treino da equipe: ele se tornou o s&iacute;mbolo da determina&ccedil;&atilde;o de seu pa&iacute;s para tentar conquistar a terceira Copa.Enrique Marcarian</p>

Por Rex Gowar

PRETÓRIA (Reuters) - Carlos Tevez, o 'homem do povo' da seleção argentina, se tornou o símbolo da determinação de seu país para tentar conquistar sua terceira Copa do Mundo.

"Quero a Copa e não deixo ninguém tirá-la de mim", disse Tevez, que desfruta de uma popularidade com os torcedores argentinos similar à do técnico Diego Maradona.

O comprometimento do jogador que, assim como Maradona, cresceu nos subúrbios de Buenos Aires, se fez sentir nos dois gols da vitória de 3 x 1 sobre o México pelas oitavas de final no domingo.

Mas Carlitos, como é carinhosamente chamado pelos mais próximos, não tinha certeza de seu lugar na equipe argentina até a véspera do torneio.

Ele é o primeiro a admitir que teve um desempenho ruim nas eliminatórias, quando foi expulso duas vezes e perdeu um pênalti contra o Equador.

Tevez trabalhou duro para reconquistar a confiança de Maradona e foi recompensado quando o treinador chegou à conclusão de que não poderia deixá-lo de fora.

Uma mudança tática liberou uma vaga no ataque, e Tevez formou uma tríade com Lionel Messi e Gonzalo Higuaín.

"Diego veio ao meu quarto um dia e me disse 'eu sei que você vai brilhar'", contou Tevez ao jornal esportivo argentino Olé.

Messi, eleito Jogador do Ano da Fifa, ainda não balançou a rede de nenhum adversário, mas Tevez e Higuaín contribuíram com seis dos dez gols da Argentina.

"Temos jogadores na dianteira que podem desequilibrar o jogo a qualquer momento. Em uma Copa do Mundo essa é uma virtude muito importante", afirmou Tevez.

Ele disse que se preparou para o Mundial desde sua primeira partida no Manchester City, no início da temporada passada.

Agora a Argentina enfrenta a Alemanha nas quartas de final pela segunda Copa consecutiva, tendo perdido na disputa de pênaltis em 2006.

"Sofri por causa de nossa eliminação naquela partida. Ela estava vencida e perdemos nos pênaltis", disse Tevez, que participou como titular do jogo em Berlim.

"Todas as noites vou para a cama sonhando em ser campeão do mundo."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below