Uruguai deve capitalizar erros passados, diz técnico

quinta-feira, 1 de julho de 2010 17:02 BRT
 

Por Javier Leira

JOHANESBURGO (Reuters) - A seleção uruguaia deve capitalizar os erros cometidos em sua partida anterior e não acreditar que se manterá invicta, para evitar os sobressaltos sofridos na oitavas de final, disse nesta quinta-feira o técnico Oscar Tabárez.

Uruguai e Gana irão se enfrentar na sexta-feira às 15h30 (horário de Brasília) pelas quartas de final do Mundial em Johanesburgo. Quem ganhar o confronto, pega o vencedor de Brasil e Holanda nas semifinais.

"Talvez tenhamos acreditado equivocadamente que não podiam fazer um gol em nós. Isso é algo que devemos capitalizar. Não vamos esperar que nos façam um gol para jogar como temos que jogar e podemos jogar", comentou Tabárez em coletiva de imprensa.

"Se o rival empurra você para trás, é preciso ser forte na área, mas não se pode ficar só nisso", acrescentou o treinador.

O Uruguai chega à partida contra Gana com três vitórias e um empate. Seu próximo rival será o único representante africano ainda no torneio.

"Gana tem boa potência, jogadores fortes, rápidos, de bom potencial. Nós temos expectativas e sabemos que vai ser muito difícil", ressaltou.

"Talvez Gana seja um país que está se aproximando do futebol de elite, é o último campeão mundial sub-20, é uma questão de tempo que sigam por esse caminho, sendo a primeira vez que chegam às quartas e diante da perspectiva de ser a primeira equipe africana a chegar à semi", declarou.

Tabárez destacou que a possibilidade de fazer história para o continente pode redobrar o esforço dos ganenses. A melhor atuação de uma seleção africana no Mundial foi a chegada às quartas de final de Camarões em 1990 e do Senegal em 2002.

"Essa é sua motivação: não só aspiram a chegar onde nenhuma seleção ganense chegou antes, mas têm todo o continente os apoiando. Com certeza encontraremos várias dificuldades", disse Tabárez em uma entrevista publicada nesta quinta-feira no site oficial da FIFA (www.fifa.com).

 
<p>Uruguai treina antes de partida contra Gana pelas quartas de final da Copa do Mundo: t&eacute;cnico disse que sele&ccedil;&atilde;o deve capitalizar os erros cometidos em jogo anterior e n&atilde;o acreditar que ficar&aacute; invicta. REUTERS/Henry Romero</p>