Gana joga para fazer história, diz artilheiro Gyan

quinta-feira, 1 de julho de 2010 19:04 BRT
 

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - A possibilidade de bater uma marca histórica na participação africana em Copas é a principal motivação de Gana na partida de sexta-feira contra o Uruguai, valendo vaga para a semifinal na África do Sul, disse o atacante Asamoah Gyan na véspera do jogo.

"Para mim, será história. Há três times africanos que chegaram às quartas de final, mas temos a oportunidade de fazer algo nunca antes feito", disse ele, referindo-se às seleções de Camarões, em 1990, do Senegal, em 2002, e da sua própria, neste ano.

"É uma grande oportunidade para toda a África, e por causa disso não temos dúvida de que temos toda a torcida africana."

O atacante do futebol francês, autor de três dos quatro gols ganenses no torneio, disse que o time não se sente pressionado por ser a última equipe africana restante na primeira Copa realizada nesse continente.

"Não há pressão sobre nós. Sabemos como nos entender. Sabemos como ir para o jogo", disse Gyan em entrevista coletiva.

O técnico Milovan Rajevac afirmou que alguns atletas machucados ainda serão submetidos a avaliações médicas, e que por isso o time só será definido pouco antes da partida.

"Temos quatro ou cinco jogadores machucados, e cabe à nossa equipe médica tentar deixá-los em forma", afirmou o técnico na mesma entrevista coletiva.