Aprovação de Dunga dispara e atinge recorde, diz Datafolha

sexta-feira, 2 de julho de 2010 10:26 BRT
 

SÃO PAULO, 2 de julho (Reuters) - A aprovação do trabalho realizado pelo técnico Dunga à frente da seleção brasileira disparou em relação ao levantamento feito dias após a convocação para a Copa do Mundo, segundo pesquisa do Datafolha publicada nesta sexta-feira, mesmo dia em que o Brasil define vaga na semifinal do Mundial contra a Holanda.

A aprovação a Dunga, na pesquisa realizada entre quarta e quinta-feira e publicada no jornal Folha de S.Paulo, disparou 20 pontos percentuais na comparação com pesquisa anterior realizada em maio. Agora, 69 por cento dos entrevistados consideram o trabalho de Dunga ótimo ou bom.

Na época do levantamento prévio, Dunga havia acabado de convocar os 23 jogadores que representam a seleção na África do Sul e deixado de fora os santistas Neymar e Paulo Henrique Ganso, defendidos por grande parte da torcida e imprensa.

Desde então, o time de Dunga venceu dois amistosos contra as inexpressivas seleções de Zimbábue e Tanzânia, terminou em primeiro no Grupo G do Mundial após vitórias sobre Coreia do Norte (2 x 1) e Costa do Marfim (3 x 1) e empate com Portugal (0 x 0). A seleção venceu o Chile de forma convincente na segunda-feira, por 3 x 0, para chegar às quartas de final do torneio.

Das 2.658 pessoas entrevistadas pelo Datafolha, 22 por cento avaliaram o trabalho do treinador como regular, 3 por cento do entrevistados consideraram o trabalho de Dunga ruim ou péssimo e 6 por cento não souberam responder. O levantamento tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

(Por Eduardo Simões)

 
<p>Dunga durante sess&atilde;o de treino da sele&ccedil;&atilde;o no dia 24 de junho em Durban. A aprova&ccedil;&atilde;o do trabalho realizado pelo t&eacute;cnico Dunga disparou em rela&ccedil;&atilde;o ao levantamento feito dias ap&oacute;s a convoca&ccedil;&atilde;o para a Copa do Mundo, segundo pesquisa do Datafolha publicada nesta sexta-feira. 24/06/2010 REUTERS/Paul Hanna</p>