Sneijder, herói da Holanda, afirma: "lutamos uns pelos outros"

sexta-feira, 2 de julho de 2010 14:07 BRT
 

Por Brian Homewood

PORT ELIZABETH (Reuters) - Wesley Sneijder foi o destaque da Holanda ao marcar de cabeça o gol da vitória e participar do primeiro na virada de 2 x 1 sobre o Brasil, nesta sexta-feira, pelas quartas de final da Copa do Mundo.

A seleção brasileira abriu o placar com um gol de Robinho aos 10 minutos e dominou a primeira etapa diante de uma Holanda que parecia nitidamente inferior.

Mas os holandeses empataram do nada aos oito minutos do segundo tempo após um erro incomun da defesa normalmente eficiente do Brasil, quando Felipe Melo, mais tarde expulso, cabeceou um cruzamento de Sneijder para dentro do gol de Julio César.

Pouco depois Sneijder marcou de cabeça e deu à sua seleção a 13a. vitória seguida, mantendo um histórico perfeito de êxitos na etapa classificatória e no torneio. O time ainda se vingou de uma derrota para os brasileiros nas quartas de final de 1994 e na semifinal de quatro anos mais tarde.

"No vestiário, no intervalo, todos disseram uns aos outros 'vamos dar tudo', e foi o que fizemos. Lutamos uns pelos outros", disse Sneijder depois da partida.

"No segundo tempo fizemos muita pressão na defesa deles, e fazer dois gols foi fantástico".

Ele acrescentou: "Estamos na semifinal. Derrotar o Brasil por 2 x 1 nas quartas de final tem que deixar qualquer um contente. Mas nos próximos dias vamos ter que colocar a cabeça no lugar".

O técnico holandês, Bert van Marwijk, disse que a virada mostrou como seu time é forte mentalmente.

"Nos primeiros 20 minutos, estava feliz por o placar estar só 1 x 0, e disse a Frank (de Boer, assistente técnico) que ainda tínhamos uma chance. No segundo tempo mostramos o quão bons somos", afirmou.

"Hoje vamos festejar, e depois voltar para a luta".

 
<p>Holand&ecirc;s Wesley Sneijder comemora vit&oacute;ria sobre o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo. Sneijder foi destaque ao marcar de cabe&ccedil;a o gol da vit&oacute;ria e participar do primeiro na virada de 2 x 1. 02/07/2010 REUTERS/Michael Kooren</p>