Copa da África supera estimativa de público, diz ministro

sexta-feira, 2 de julho de 2010 15:07 BRT
 

Por Gordon Bell

JOHANESBURGO (Reuters) - A Copa do Mundo da África do Sul atraiu muito mais torcedores estrangeiros do que o esperado, trazendo receitas e aumentando os já consideráveis benefícios de longo prazo do bem-sucedido torneio, disse o ministro das Finanças local, Pravin Gordhan, nesta sexta-feira.

Um evento relativamente livre de problemas, que dissipou temores de violência contra os visitantes, ajudou a atrair mais torcedores, especialmente da América do Sul.

"As cifras já indicam que o número de pessoas que vieram ao país é muito maior do que qualquer um imaginou", disse Gordhan aos repórteres no Estádio Soccer City, que receberá a final do Mundial no dia 11 de julho.

"Em certo momento falávamos sobre 300 mil e poucas pessoas, depois baixamos para 250 mil e agora é provável que estejamos perto das 500 mil. Só em junho chegaram 200 mil... é daí que vem a renda."

A África do Sul esperava 450 mil espectadores em princípio, mas as oscilações nas finanças globais e a divulgação pela mídia das altas taxas de crimes violentos fizeram as vendas de ingressos cair.

Entretanto, não houve grandes incidentes, e os jogos das últimas três semanas tiveram bom público.

Gordhan disse ser encorajador ver mais turistas sul-americanos, que não são visitantes tradicionais da maior economia africana. Quatro seleções da América do Sul, incluindo os gigantes Brasil e Argentina, chegaram às quartas de final.

Os torcedores extras podem levar a um crescimento ainda maior da economia do que a estimativa governamental de 0,4 ponto percentual este ano.

Gordhan afirmou que o torneio ajudou a criar 130 mil empregos, a maioria no setor da construção.