2 de Julho de 2010 / às 18:25 / 7 anos atrás

Frustrados com eliminação, torcedores no Brasil culpam Dunga

<p>F&atilde; brasileira reage &agrave; elimina&ccedil;&atilde;o do Brasil na Copa do Mundo.Nacho Doce</p>

Por Hugo Bachega e Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - Torcedores de Rio de Janeiro e São Paulo foram da euforia ao desespero durante a derrota do Brasil para a Holanda, que eliminou a seleção brasileira do Mundial na África do Sul e, após a partida, já tinham eleito o responsável pelo fracasso nos gramados africanos: o técnico Dunga.

O Brasil perdeu de virada para a Holanda por 2 x 1 e, pela segunda Copa seguida, ficou pelo caminho nas quartas de final da Copa do Mundo.

"É muito triste. A esperança de vencer acabou, acabou o sonho", disse Ana Maria Maia, corretora de imóveis, limpando as lágrimas. "Mas é assim mesmo, vence o melhor, mas nós não fomos os melhores", acrescentou a torcedora, que assistiu à partida em Copacabana.

Os torcedores começaram a chegar às 8h na praia carioca, vestindo o verde-amarelo do Brasil, com o rosto pintado, perucas, óculos, biquínis e chapéus.

Mais de 18 mil pessoas, segundo a organização, assistiram a derrota brasileira na arena montada pela Fifa, entidade que comanda o futebol mundial, na capital fluminense. O técnico Dunga foi o principal alvo da ira da torcida após a derrota.

"Muito ruim, só o Julio César valeu. Manda enterrar o Dunga, manda ele voltar para a Branca de Neve", desabafou Bruno Soreto, que usava uma camisa verde-e-amarela com o nome do Brasil.

Em São Paulo, no Jockey Club, onde foi montado um evento para torcedores acompanharem todos os jogos do Brasil, os apitos e vuvuzelas que soavam a todo instante após Robinho abrir o placar aos 10 minutos de jogo deram lugar ao silêncio e à incredulidade, após a virada holandesa aos 8 e aos 28 minutos do segundo tempo.

"Estou indignada. Todo mundo criticou o grupo que Dunga montou, mas todo mundo acreditou que o Dunga ia ganhar", disse a estudante Paula Hiratsuka, de 28 anos.

Na Marina da Glória, no Rio de Janeiro, os cariocas procuravam esquecer a derrota na pista de dança e recorriam à bebida para afogar as mágoas da derrota.

"É difícil se divertir depois do Brasil perder, mas já que pagamos para entrar vamos tentar", disse a estudante Márcia Freitas.

Para Michel Mascarenhas, a torcida foi o único destaque dessa Copa. "O time não empolgava, e o técnico era uma porcaria", declarou.

No Vale do Anhangabaú, região central de São Paulo, os torcedores também pareciam ter esquecido o fracasso da seleção e dançavam ao som do show de uma banda de axé music.

A alguns torcedores, restou a esperança de que o hexacampeonato possa vir em casa, na Copa de 2014, que será realizada no Brasil.

"Melhor (ganhar) da Argentina aqui no Brasil. Seria melhor ganhar na África, mas não deu. O hexa vai vir aqui no Brasil", disse Eric Lança, publicitário, de 23 anos, que acompanhou a partida no Jockey Club, em São Paulo.

Com reportagem de Reuters Television

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below