Nadal vence Murray e disputa final de Wimbledon com Berdych

sexta-feira, 2 de julho de 2010 16:08 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - Rafael Nadal destruiu o sonho de Andy Murray em Wimbledon pela segunda vez em três anos e alcançou sua quarta final no tradicional torneio na grama nesta sexta-feira.

O espanhol número um do mundo aproveitou as poucas oportunidades que Murray ofereceu em uma disputa empolgante, vencendo em parciais de 6-4, 7-6 e 6-4. Nadal enfrenta o tcheco Tomas Berdych, carrasco de Roger Federer e Novak Djokovic no torneio, no grande duelo de domingo.

A esperança britânica de ver um talento local se sagrar campeão no grand slam londrino pela primeira vez desde Fred Perry em 1936 vai durar mais um ano, embora não se possa culpar Murray, que disputou cada bola com o campeão de 2008.

Somente quando Nadal quebrou o serviço para empatar em 4-4 no terceiro set a determinação do quarto cabeça-de-chave escocês desmoronou, e dois games depois um erro seu fez Nadal se deitar no gramado e comemorar.

"Foi uma partida muito, muito boa para mim", disse o tenista de 24 anos, que não conseguiu defender seu título no ano passado por culpa das recorrentes dores no joelho, após consolar o adversário abatido.

"Para derrotá-lo é preciso jogar seu melhor tênis, porque ele é um dos adversários mais difíceis do mundo".

Com David Beckham assistindo junto ao filho perto dos amigos de Murray, a atmosfera era de ansiedade antes do 11o. confronto dos dois tenistas e quinto em um grand slam.

Dois anos atrás, nas quartas de final, Murray foi derrotado por Nadal na mesmíssima quadra central, mas desta vez seu desempenho, somado aos poucos sets que perdeu para o espanhol, aumentou a torcida por um troféu britânico.