Abatido, Kaká diz que lutou e temeu não disputar Mundial

sexta-feira, 2 de julho de 2010 17:46 BRT
 

PORT ELIZABETH (Reuters) - Kaká foi o primeiro jogador brasileiro a se apresentar para a Copa do Mundo. Abatido após a eliminação nas quartas de final, ele admitiu que lutou muito para se recuperar de lesão e que chegou a pensar que não conseguiria disputar o torneio na África do Sul.

"Eu sei o quanto eu lutei, me esforcei muito pelo meu país. Fiz o possível para poder disputar essa Copa. Lutei para chegar ao máximo", disse Kaká aos jornalistas nesta sexta-feira, depois da derrota de 2 x 1 para a Holanda.

"Em vários momentos eu achei que não ia chegar para a Copa, achava que não ia dar, mas vários dos meus companheiros passavam no meu quarto, mandavam mensagem por telefone dando apoio, e todo esse apoio me ajudou a lutar."

Kaká teve uma temporada marcada por lesões no Real Madrid e chegou à seleção brasileira um dia antes da data marcada para antecipar a recuperação de uma contusão muscular na coxa esquerda que colocava em dúvida sua participação nos primeiros jogos da Copa.

Na estreia do Brasil, contra a Coreia do Norte, o meia, candidato a principal astro do time, teve atuação apagada e a falta de ritmo de jogo ficou evidente.

Kaká melhorou na segunda partida, diante de Costa do Marfim, deu passe para dois gols na vitória de 3 x 1, mas uma expulsão no final o tirou do confronto contra Portugal, o último na fase de grupos.

Ao voltar contra o Chile, nas oitavas de final, ele teve novamente uma boa performance, porém ainda sem o brilho mostrado em outras ocasiões. Na derrota para a Holanda, Kaká teve apenas uma boa chance de gol, defendida pelo goleiro, e acabou deixando o Mundial sem marcar.

"Eu queria mais, queria chegar até a final, queria brigar pelo hexa. Não veio mais porque Copa são detalhes. Perdemos nos detalhes, em duas bolas paradas, e isso causa esse sentimento de dor e frustração", explicou Kaká, acrescentando ter sido o momento mais difícil em sua trajetória pela seleção. Ele foi campeão em 2002 praticamente sem jogar e caiu também nas quartas em 2006.

"Eu sei a dor daqueles que estão sofrendo com a gente e eles podem saber que a gente está sofrendo muito. Como eu vi o vestiário hoje não vi em nenhum time."   Continuação...

 
<p>Kak&aacute; deixa o campo ap&oacute;s elimina&ccedil;&atilde;o do Brasil na Copa do Mundo. REUTERS/Paulo Whitaker</p>