Maradona diz que derrota "é problema do Brasil"

sexta-feira, 2 de julho de 2010 20:23 BRT
 

Por Enrique Andrés Pretel

CIDADE DO CABO (Reuters) - Talvez fosse uma das reações mais esperadas depois da eliminação do Brasil na sexta-feira, mas o técnico da Argentina, Diego Maradona, foi lacônico ao comentar a surpreendente vitória da Holanda nas quartas de final da Copa.

Logo ao entrar na sala de imprensa do estádio Green Point, na Cidade do Cabo, ele fez graça com a eliminação do arquirrival. "Estão todos vestidos de Holanda", comentou ao ver a multidão de fotógrafos com coletes laranja.

Mas se mostrou sério e renitente quando, mais tarde, foi perguntado sobre a derrota da seleção de Dunga.

"É um problema do Brasil. Eu tenho outro negócio, tenho outras coisas na cabeça do que a derrota do Brasil. Nós amanhã temos uma partida contra a Alemanha, e é o que mais me interessa."

Maradona, imprevisível, manteve-se muito sério para negar que a seleção argentina tenha se transformado em favorita com a queda do Brasil. Mas arrancou gargalhadas da imprensa quando o representante da Fifa pôs a mão em seu braço para avisar sobre uma pergunta.

"Você me toca assim... Muitos dias concentrado. Não, não. Outra vez você me toca. Entenda a situação", disse ele em tom jocoso, para então seguir com a explicação que dava.

Outra piada de Maradona foi ao comparar o árbitro assistente do jogo Espanha x Portugal ao tenor italiano Andrea Bocelli, que é cego, por não ter anulado o gol impedido de David Villa.