Embaixada da Espanha se desculpa por paródia sobre Paraguai

sexta-feira, 2 de julho de 2010 21:00 BRT
 

ASSUNÇÃO (Reuters) - A embaixada da Espanha no Paraguai pediu nesta sexta-feira desculpas pela difusão de uma paródia que causou indignação no país sul-americano, na véspera do confronto entre ambos pelas quartas de final da Copa da África do Sul.

Num vídeo exibido num programa espanhol de TV, e que teve ampla difusão no Paraguai, um ator espanhol interpreta uma menina paraguaia pobre, que pede aos jogadores espanhóis que permitam a vitória dos rivais, para dar um pouco de alegria a um povo tão carente.

A personagem diz que trabalha num lixão e que esta Copa é a melhor coisa que ela recebeu do Paraguai "desde que peguei a gripe, o tifo, o sarampo, a malária e o ebola".

"Os espanhóis querem ganhar da gente, será que já não pegaram o bastante? Primeiro nos tiraram o ouro e as batatas, e minha bisavó foi violada por Hernán Cortés", diz a menina.

"Senhores espanhóis, em nome dos meninos pobres de Moctezuma (um imperador asteca) que sofrem, deixem que o Paraguai ganhe a Copa."

A imprensa paraguaia ficou indignada, e a Secretaria da Infância afirmou que "zombar de meninas pobres paraguaias (ou de outro lugar) e falar de violação em um contexto como esse é um exercício bastante pobre de humor".

O embaixador da Espanha em Assunção, Miguel Angel Cortizo, pediu desculpas durante uma entrevista à rádio Ñanduti. "A mim me incomoda porque um descerebrado ou descerebrados ponham em questão o respeito que sente o povo espanhol pelo povo paraguaio". "(Peço) desculpas por essa vergonha", acrescentou.

Segundo ele, a "imprensa séria" da Espanha "fala com muito respeito" do Paraguai. "O importante é que não seja mais que uma partida de futebol, e ganhe quem ganhar, que isso seja uma festa desportiva."

A Secretaria da Infância advertiu que esse tipo de mensagem pode terminar sendo "abono para a raiva."   Continuação...