ENTREVISTA-Nadal mostra cautela após triunfo épico sobre Federer

sábado, 3 de julho de 2010 21:17 BRT
 

Por Pritha Sarkar

LONDRES (Reuters) - Na última vez em que Rafael Nadal disputou uma final em Wimbledon, ele passou a noite anterior à partida virando-se de um lado para outro na cama, ansioso pela partida com o maior tenista do mundo Roger Federer.

Dois anos depois de bater o suíço na partida considerada a mais marcante da história do esporte e com Federer fora da final pela primeira vez desde 2002, o espanhol não está menos cauteloso quanto ao homem entre ele e seu oitavao título de Grand Slam, o tcheco Tomas Berdych.

Enquanto o restante do mundo do tênis ainda tenta explicar o fato de o mestre suíço não entrar na Quadra Central no domingo, Nadal não vai estranhar a ausência de Federer nem a presença de Berdych.

"Isto mostra como é duro este torneio", disse o campeão de 2008 disse à Reuters em uma entrevista na véspera da final.

"O que Roger (Federer) fez é maravilhoso e inacreditável. É impossível estar aqui todas as vezes. O que ele fez, seis títulos em sete finais seguidas, é impossível repetir."

Desde que Nadal perdeu suas duas primeiras finais em Wimbledon para Federer, não seria uma surpresa se ele estivesse olhando com cautela para o tcheco do outro lado da rede.

"Dois anos atrás, quando eu jogeui contra Roger, não dormi bem na noite anterior", disse ao recostar-se numa cadeira e tirar do bolso dois telefones celulares e uma carteira preta.

"(Fora todas as minhas nove finais de Grand Slam) Eu estava mais nervoso indo para a final daqui em 2008", afirmou.   Continuação...