Seleção volta ao Brasil e torcedores culpam Felipe Melo

domingo, 4 de julho de 2010 09:38 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A seleção de Dunga, eliminada do Mundial da África do Sul, desembarcou no Brasil na madrugada deste domingo expressando frustração e tristeza, mas sem dar explicações para a derrota que pôs fim ao sonho do hexacampeonato.

Parte dos jogadores e da delegação desembarcou no Rio de Janeiro e outros optaram por descer em São Paulo. Dunga chegou ao aeroporto de Guarulhos e seguiu viagem a Porto Alegre sem falar com jornalistas.

No Rio, um grupo de torcedores aguardava a chegada da equipe. O momento de maior confusão foi a saída do volante Felipe Melo, que foi expulso na derrota brasileira.

Acompanhado por amigos e seguranças, o meia foi hostilizado por torcedores, que o chamavam de "vacilão", e não falou com repórteres.

Nos rostos e declarações dos jogadores, a frustração era evidente com a eliminação por 2 x 1 pela Holanda em partida pelas quartas de final, na sexta-feira.

O goleiro Júlio César era um dos mais emocionados. Demonstrou não ter digerido a eliminação e chorou nos braços de amigos e parentes.

"O sentimento do povo brasileiro é de muita tristeza como o nosso também", disse o camisa um a jornalistas.

"Em três anos e meio, acho que esse grupo conseguiu resgatar uma coisa que foi sensacional, que foi o torcedor brasileiro curtir a seleção brasileira, torcer e vibrar", declarou, repetindo um mantra usado por Dunga.   Continuação...

 
<p>Felipe Melo &eacute; escoltado por policiais ao desembarcar no Rio de Janeiro: torcedores hostilizaram o jogador, expulso na derrota do Brasil pela Holanda que eliminou a sele&ccedil;&atilde;o da Copa da &Aacute;frica do Sul. REUTERS/Bruno Domingos</p>