Grupos sul-africanos cancelam greve prevista em central elétrica

domingo, 4 de julho de 2010 11:10 BRT
 

JOHANESBURGO (Reuters) - Sindicatos sul-africanos anunciaram no domingo que suspenderam uma greve prevista em uma central elétrica da Eskom após terem recebido uma oferta salarial melhor, pondo fim às preocupações sobre a falta de energia durante a Copa do Mundo.

Os númerosos cortes de energia também afetaram a produção de empresas manufatureiras e de mineração na maior economia africana.

"Pensamos que é uma oferta muito séria e pedimos a nossos membros que a analisem exaustivamente. Não estamos em posição de apoiar uma greve geral ilegal", disse Irvin Jim, secretário-geral do Sindicato Nacional de Trabalhadores Metalúrgicos da África do Sul (Numsa), durante coletiva de imprensa.

A Eskom sinalizou que seria ilegal convocar uma greve em sua estação pois o serviço é classificado como essencial e advertiu que puniria os funcionários grevistas.

(Reportagem de Shapi Shacinda)