Alemanha não se abala com disputa por posto de capitão, diz Loew

terça-feira, 6 de julho de 2010 16:15 BRT
 

Por Karolos Grohmann

DURBAN (Reuters) - A atenção da Alemanha em sua partida de semifinal contra a Espanha na quarta-feira não foi afetada por uma disputa pelo posto de capitão, disse o técnico Joachim Loew nesta terça-feira.

A harmonia da Alemanha na Copa do Mundo teria sido abalada depois que o lateral Phillip Lahm disse não ter intenção de entregar espontaneamente a braçadeira de capitão quando Michael Ballack voltar à boa forma.

Após os comentários de Lahm em entrevista ao jornal alemão Bild nesta terça, o diretor do time, Oliver Bierhoff, teve que responder uma série de perguntas sobre o assunto -- e sobre a saída de Ballack da concentração.

Bierhoff negou que a polêmica, que irrompeu cerca de uma hora antes da equipe voar para Durban para a disputa de semifinal da Copa do Mundo contra a Espanha na quarta-feira, tenha perturbado a seleção.

"Não há nenhuma discórdia, nem sombra de um conflito", disse ele em coletiva de imprensa no hotel do time.

Loew corroborou ao dizer: "Isso não nos incomoda nem um pouco. Phillip falou sinceramente o que pensa. Ele assumiu uma responsabilidade a mais e tem dado conta do trabalho de forma exemplar".

VOLTA DE BALLACK

Lahm é oficialmente o capitão da Alemanha na Copa do Mundo, enquanto Ballack, que recentemente trocou o Chelsea pelo Bayer Leverkusen e está fora do Mundial por lesão, continua sendo o capitão do time.   Continuação...

 
<p>Philipp Lahm durante coletiva de imprensa em Pret&oacute;ria. A harmonia da sele&ccedil;&atilde;o alem&atilde; na Copa do Mundo foi abalada nesta ter&ccedil;a-feira, depois que o lateral disse n&atilde;o ter inten&ccedil;&atilde;o de entregar espontaneamente a bra&ccedil;adeira de capit&atilde;o quando Michael Ballack voltar &agrave; boa forma. 01/07/2010 REUTERS/Ina Fassbender</p>