ENTREVISTA-Bruno Senna adverte contra aumento das "fechadas"

terça-feira, 6 de julho de 2010 18:42 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O brasileiro Bruno Senna quer que o diretor de provas da Fórmula 1, Charlie Whiting, veja o que pode ser feito para evitar que os pilotos "cortem" uns aos outros nas pistas.

"Está acontecendo muito este ano, os pilotos estão fazendo muito zigue-zague quando ultrapassam", disse o piloto da Hispania (HRT) à Reuters em entrevista nesta terça-feira em preparação para o Grande Prêmio da Inglaterra de domingo.

"Com o tamanho das asas dianteiras que temos, todos estão perdendo as asas", acrescentou o sobrinho do tricampeão Ayrton Senna.

"A quantidade de asas dianteiras danificadas ou perdidas e furos nos pneus traseiros é absurda", continuou Senna. "Mesmo quando você não está lutando por posições, eles às vezes cortam na sua frente".

"Acho que pode ser uma boa ideia (levantar o assunto com Whiting na reunião com os pilotos). Precisamos ver o que pode ser feito".

Senna, cuja nova equipe ainda está longe de marcar um ponto e tem ficado várias voltas atrás quando tem a sorte de terminar a corrida, disse que o problema não afeta só retardatários como ele.

Ele tem a impressão de que os fiscais dão mais importância às grandes escuderias, cujos pilotos têm se queixado nesta temporada de estarem sendo atrapalhados pelos adversários das equipes novas e mais lentas.

COM O CARRO DE AYRTON   Continuação...

 
<p>Para o piloto Bruno Senna, algo deve ser feito para evitar que os pilotos se "cortem" nas pistas. 26/03/2010 REUTERS/Daniel Munoz</p>