7 de Julho de 2010 / às 20:28 / em 7 anos

Espanha vence Alemanha e Mundial terá um novo campeão

<p>Carles Puyol comemora gol que classificou a Espanha para a final da Copa do Mundo da &Aacute;frica do Sul. REUTERS/David Gray</p>

Por Karolos Grohmann

DURBAN (Reuters) - A Copa do Mundo vai ter um campeão inédito. A Espanha derrotou a Alemanha por 1 x 0 nesta quarta-feira e se classificou para a decisão de um Mundial pela primeira vez. A adversária da final será a Holanda, vice em 1974 e 1978.

Os espanhóis, atuais campeões europeus, dominaram a partida em Durban e foram recompensados com um gol do zagueiro Carles Puyol, de cabeça, aos 28 minutos do segundo tempo.

A Alemanha, destaque da Copa da África do Sul após aplicar goleadas em Inglaterra e Argentina, disputará o terceiro lugar com o Uruguai no sábado.

“Os jogadores da defesa ao ataque foram extraordinários e fizeram um grande jogo”, disse o técnico espanhol Vicente del Bosque.

A Espanha iniciou a partida com uma mudança no time titular. O atacante Pedro Rodríguez substituiu Fernando Torres, que não vinha jogando bem.

Já a Alemanha optou por Piotr Trochowski no lugar de Thomas Muller, suspenso pelo segundo cartão amarelo durante a goleada de 4 x 0 sobre a Argentina nas quartas de final.

A Espanha teve mais posse de bola e criava mais chances. Na primeira delas David Villa, autor de cinco gols na Copa e um dos artilheiros ao lado do holandês Wesley Sneijder, recebeu passe na área, mas chegou atrasado e desviou em cima do goleiro alemão.

O time de Del Bosque continuava melhor e no começo da segunda etapa tinha 11 chutes contra apenas dois da Alemanha, que não conseguiu repetir o bom futebol apresentado nas goleadas anteriores.

GOL DE PUYOL

Quando a Alemanha resolver se apresentar mais ao ataque, a Espanha conseguiu marcar. Após cobrança de escanteio, Puyol subiu mais alto que os zagueiros e cabeceou firme para abrir o placar.

“Mostramos que crescemos nos momentos importantes”, afirmou Villa. “Foi nosso melhor jogo. Merecemos fazer mais gols, mas Puyol nos levou à final e estamos muito felizes”.

Os alemães foram à frente em busca do empate e a Espanha perdeu uma chance incrível de contra-ataque com Pedro que, sozinho, se enrolou com a bola e perdeu a oportunidade.

“Foi muito difícil hoje”, declarou o capitão alemão Philipp Lahm. “Sabíamos que a Espanha é favorita para vencer o torneio, são um time muito forte”.

“Não tivemos coragem suficiente no primeiro tempo. Tivemos uma chance no segundo, mas não soubemos aproveitar. É uma grande decepção. Queríamos fazer muito mais e não tivemos sucesso”, completou.

No total, a Alemanha deu cinco chutes, enquanto a Espanha finalizou 13 vezes.

Nos últimos minutos, a Espanha, que ganhou a Eurocopa de 2008 também sobre a Alemanha por 1 x 0, tocou bola no ataque à espera do apito final.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below