Flamengo suspende contrato de goleiro Bruno

quinta-feira, 8 de julho de 2010 12:29 BRT
 

RIO (Reuters) - O Flamengo anunciou nesta quinta-feira a suspensão do contrato do clube com o goleiro Bruno, acusado de envolvimento no desaparecimento e possível assassinato de Eliza Samudio, ex-namorada do jogador.

Bruno, que teve prisão temporária decretada por conta de seu suposto envolvimento no desaparecimento da ex-namorada, se entregou à polícia no Rio na noite de quarta-feira. Ele passou a noite preso, em uma delegacia na zona oeste da capital fluminense, e deve ser transferido para o presídio de Bangu 2.

"O Clube de Regatas do Flamengo --que nenhuma relação tem com o fato ocorrido--, vem comunicar a suspensão do contrato de trabalho do atleta Bruno Souza, até que os fatos sejam inteiramente apurados", afirmou o clube em nota divulgada em seu site na Internet (www.flamengo.com.br).

Além da suspensão de seu contrato, o advogado do Flamengo Michel Assef Filho, anunciou que deixará de defender o goleiro no caso já que, com a suspensão, ele não pertence mais ao clube.

Bruno passou a noite em uma cela separada da de seu amigo e funcionário Luiz Henrique Romão, conhecido como Macarrão, também acusado de envolvimento no sumiço da ex-namorada do atleta.

Os dois tiveram pedido de prisão decretada após o depoimento de um menor de idade, que teria contado detalhes sobre o desaparecimento da ex-namorada de Bruno.

Eliza afirmara ter tido um filho, fruto de um relacionamento com o goleiro do Flamengo.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier e Eduardo Simões)

 
<p>O goleiro Bruno Souza (centro) &eacute; acompanhado pela pol&iacute;cia ao chegar a uma delegacia no Rio de Janeiro. O Flamengo anunciou nesta quinta-feira a suspens&atilde;o do contrato do clube com Bruno, acusado de envolvimento no desaparecimento e poss&iacute;vel assassinato de Eliza Samudio. 07/07/2010 REUTERS/Luiza Garcia</p>