10 de Julho de 2010 / às 17:49 / 7 anos atrás

Van Bronckhorst sonha com final de carreira de contos de fada

Por Theo Ruizenaar

JOHANESBURGO (Reuters) - Giovanni van Bronckhorst está sonhando com um final de contos de fada para encerrar sua carreira no futebol, quando ele liderar a Holanda na decisão da Copa do Mundo contra a Espanha, no domingo.

O lateral esquerdo de 35 anos jogará contra vários amigos espanhóis, depois de ter passado os melhores anos de sua carreira no Barcelona, de 2003 a 2007.

O capitão Gio marcou seis gols em 105 jogos pela seleção holandesa, embora o primeiro e o último sejam os mais memoráveis.

Ele abriu o placar na semifinal contra o Uruguai com chute soberbo de 35 metros, considerado o gol da Copa. Seu primeiro GOL para seu país aconteceu no local da final de domingo, conhecido na ocasião como First National Bank Stadium.

Em 4 de junho de 1997 em sua primeira partida pela Holanda, um amistoso com a África do Sul, Van Bronckhorst marcou depois de oito minutos de jogo.

"Aquele gol foi exatamente igual ao que marquei contra o Uruguai, mas o mais memorável daquela partida foi o encontro com Nelson Mandela", disse ele aos repórteres.

Van Bronckhorst, que surgiu nos times de base do Feyenoord, iniciou sua carreira profissional em 1993 e se mudou para fora do país cinco anos mais tarde, tendo jogado pelo Rangers e depois Arsenal.

Criado como meio-campista de ataque pela esquerda, ele jogou como lateral esquerdo pela primeira vez no Arsenal, mas depois que Frank Rijkaard o levou para o Barcelona, ele passou a atuar mais atrás.

Ao lado do craque brasileiro Ronaldinho, ele dominou o lado esquerdo do Barça que venceu a Liga dos Campeões de 2006 com uma vitória sobre o ex-time Arsenal.

Van Bronckhorst foi o único jogador do Barcelona a disputar as 13 partidas da Liga dos Campeões durante a campanha.

Um ano depois, Bert van Marwijk, começando sua segunda empreitada no Feyenoord, o convenceu a voltar para Roterdã e, no último jogo da temporada, antes de o técnico deixar o time para assumir a seleção nacional, Van Bronckhorst levantou o troféu do Campeonato Holandês.

A estreia de Van Bronckhorst na Holanda foi contra o Brasil em 1996 e ele integrou a equipe que se classificou para a Copa do Mundo de 1998, embora não tenha disputada a competição sob o comando do técnico Guus Hiddink.

Desde então, ele tem disputado todos os torneios para os quais a Holanda se classificou e foi elogiado por sua atuação na Euro 2008, quando marcou o terceiro gol contra a Itália depois de preparar o segundo pelo lado esquerdo do campo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below