Mandela surpreende e participa de encerramento da Copa do Mundo

domingo, 11 de julho de 2010 17:34 BRT
 

Por Stella Mapenzauswa

JOHANESBURGO (Reuters) - Nelson Mandela participou do encerramento da Copa do Mundo pouco antes da final entre Espanha e Holanda, deixando os torcedores empolgados. A presença do político também aumentou o orgulhoso da África do Sul, que sediou um torneio bem sucedido.

Mandela, 91 anos, que tem a saúde frágil, acenou para a plateia enquanto passou brevemente pelo campo em um carro de golfe cercado por guarda-costas. Ele foi aplaudido pela torcida que gritava o seu nome no clã, Madiba, e tocava as cornetas vuvuzelas.

A Fifa declarou que tinha esperança de que Mandela acompanhasse o jogo, mas o ex-presidente da África do Sul, que celebra o seu aniversário no dia 18 de julho, aparece raramente em público. O neto dele Mandla Mandela indicou que o vencedor do prêmio Nobel da Paz não assistiria a partida inteira.

"Ele vai descansar e tentar ter energia para hoje à noite", disse Mandla Mandela à Reuters antes da final do torneio, no estádio Soccer City, próximo de Soweto.

Mandela perdeu a abertura do torneio no mês passado após a sua tataraneta ter morrido em um acidente de carro.

A presença de Mandela, reverenciado no mundo inteiro por seu papel na luta contra o apartheid, é somada com a alegria da África do Sul de ter sediado uma bem sucedida Copa do Mundo no continente.

O time do país, os Bafana Bafana, foi eliminado na primeira fase da competição, mas o presidente Jacob Zuma disse no sábado que o sucesso do torneio fez das pessoas do país campeãs.

Céticos duvidavam de que o país economicamente melhor sucedido na África pudesse organizar uma Copa do Mundo, incluindo construir estádios no tempo correto.

Ainda que turistas tenham sido assaltados, o maior evento esportivo do mundo aconteceu pacificamente, contrariando o medo de maiores problemas em um país que tem uma das taxas mais altas de violência e de crime fora de zona de guerra no mundo.

(Reportagem adicional por Barry Moody)

 
<p>O ex-presidente da &Aacute;frica do Sul Nelson Mandela e sua esposa, Graca Machel, acenam para a multid&atilde;o no est&aacute;dio Soccer City, na cerim&ocirc;nia de encerramento da Copa do Mundo de 2010 em Johanesburgo, 11 de julho de 2010. REUTERS/Michael Kooren</p>