As melhores declarações da Copa do Mundo de 2010

domingo, 11 de julho de 2010 17:25 BRT
 

JOHANESBURGO (Reuters) - Técnicos e jogadores são sempre alvo de discussões. Os motivos não são exclusivamente o desempenho em campo, mas muitas vezes o que eles falam fora de campo. Acompanhe, abaixo, alguns dos comentários mais marcantes da Copa do Mundo.

* "Tenham bom senso. Ele não é um herói, é um mero trapaceiro. Que mão de Deus? Foi a mão do demônio", disse o técnico sérvio de Gana Milovan Rajevac sobre o atacante uruguaio Luis Suárez que impediu com a mão um gol no último minuto na prorrogação nas quartas de final da Copa do Mundo. A "mão de Deus" de Suárez impediu que Gana se tornasse o primeiro time africano a chegar nas semifinais da Copa do Mundo.

* "Nós estamos nos sentindo como um país pequeno para o futebol e isso dói. Não há nada a dizer além de que é uma catástrofe", disse o capitão da França Patrice Evra ao resumir a embaraçosa campanha dos vice-campeões em 2006. A França não só foi a última do grupo após chegar como favorita, mas também criou triste espetáculo com o protesto contra a expulsão do atacante Nicolas Anelka da delegação francesa.

* "Eles não querem treinar, é um escândalo. Estou me demitindo, estou deixando a Federação. Eu não tenho mais nada a fazer aqui, estou voltando para Paris", disse o gerente do time francês e diretor da federação francesa Jean-Louis Valentin após o boicote dos jogadores por conta do "Anelka-gate". A ministra de esportes francês classificou os atletas da seleção como "imaturos líderes de gangues".

* "Foi (como) um soco de Muhammad Ali. Eu não tenho força para nada. O dia em que eu parei de jogar futebol poderia ter sido similar, mas isso é muito pior", disse o técnico da Argentina, Diego Maradona, após a goleada sofrida pela Argentina por 4 x 0 contra a Alemanha, a pior derrota na Copa desde os 6 x 1 para a então Tchecoslováquia em 1958.

* "Nós sempre temos que ganhar, mas mesmo quando nós ganhamos, eles não estão felizes por que não demos um show. Se nós damos um show, eles não estão felizes, pois não marcamos seis ou sete gols. Se nós marcamos seis ou sete gols, eles então falam que o adversário era ruim", afirmou o técnico brasileiro Dunga, dizendo que a imprensa nunca está satisfeita.

* "Quatro anos atrás, nós éramos campeões. Hoje, estamos jogando como bodes", disse o meio-campista italiano Gennaro Gattuso em um comentário completamente honesto sobre a campanha terrível do time que foi eliminado na fase de grupos.

* "Ele não consegue cuidar dos seus próprios filhos. Eu não sei como ele consegue trabalhar no campo", disse a mulher do árbitro da final da Copa do Mundo Howard Webb antes da partida.

* "Gols, como uma lenda do futebol contou para mim uma vez, são como ketchup. Algumas vezes, por mais que você tente, ele não sai. Mas quando sai, sai muito de uma só vez", disse o jogador mais caro do mundo Cristiano Ronaldo antes da estreia de Portugal na Copa. O desempenho de Ronaldo no torneio foi, no máximo, sem brilho, com o jogador marcando apenas um gol.   Continuação...