12 de Julho de 2010 / às 00:12 / 7 anos atrás

Iniesta confirma fama de marcar gols dramáticos

<p>O espanhol Andr&eacute;s Iniesta levanta trof&eacute;u de campe&atilde;o mundial. REUTERS/Marcos Brindicci</p>

Por Iain Rogers

JOHANESBURGO (Reuters) - Andrés Iniesta levou a novos patamares a sua predileção por marcar gols dramáticos neste domingo ao garantir a vitória espanhola na final da Copa do Mundo contra a Holanda durante a prorrogação.

O tímido jogador de Fuentealbilla, cidade próxima a Albacete, reavivou a lembrança do dramático gol que marcou na semifinal da Liga dos Campeões da Europa em 2008/09 pelo Barcelona contra o Chelsea nos acréscimos. Hoje, ele dominou um passe de Cesc Fábregas e chutou a bola na saída do goleiro holandês Maarten Stekelenburg.

Foi o único gol de uma final muito tensa.

Tirando a sua camiseta, assim como fez em Stamford Bridge, o jogador de 26 anos correu para a bandeirinha de escanteio e foi soterrado pelos companheiros de equipe na celebração daquele que seria o primeiro título de Copa da Espanha.

“É inacreditável, incrível”, disse um emocionado Iniesta em entrevista na saída de campo, pouco antes do capitão espanhol Iker Casillas levantar o troféu. “Foi necessário muita energia. Vencer a Copa do Mundo é uma sensação indescritível”, acrescentou o meia.

“Isto é o resultado do trabalho que começamos há muito tempo. Foi muito difícil, mas agora estamos colhendo os frutos.”

Iniesta disse que dedica o gol a sua família e ao capitão do time do Espanyol Dani Jarque, que morreu aos 26 anos durante a pré-temporada do time catalão na Itália em agosto de 2009.

“Eu quis carregar o Dani comigo”, disse Iniesta aos repórteres durante coletiva de imprensa após receber o prêmio de melhor em campo. “Nós queríamos fazer uma homenagem e essa era a melhor oportunidade”, ele disse antes de ser interrompido pelos colegas Cesc Fábregas, Gerard Pique e Carles Puyol, com cervejas nas mãos, que gritavam “Espanha! Espanha!”

CONTUSÕES IRRITANTES

Produto das categorias de base do Barcelona, Iniesta chegou ao clube catalão aos 12 anos. Ele passou ao time principal em outubro de 2002 e conseguiu rapidamente chamar a atenção por conta da sua grande qualidade e criatividade como meia.

Ele estreou pela Espanha em maio de 2006 em um empate por 0 x 0 contra a Rússia. Com o gol deste domingo, o atleta marcou oito tentos em 49 partidas.

Após uma difícil temporada atrapalhada por contusões irritantes, na qual ele conseguiu marcar apenas um gol, Iniesta chegou em forma na África do Sul e marcou na partida contra o Chile que acabou com vitória espanhola por 2 x 1 pelo grupo H.

O príncipe Felipe da Espanha, que assistiu ao jogo no estádio com a sua esposa, princesa Letícia, e a rainha mãe Sofia, disse: “Este gol foi um presente de Deus. Iniesta nos levantou para a glória.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below