July 12, 2010 / 2:39 PM / 7 years ago

Espanha recebe campeões mundiais como heróis

4 Min, DE LEITURA

<p>Capit&atilde;o e goleiro espanhol, Iker Casillas, levanta a primeira Copa do Mundo conquistada pelo pa&iacute;s, depois de chegar ao aeroporto em Madrid. 12/07/2010Sergio Perez</p>

MADRI (Reuters) - A capital espanhola recebeu com festa a seleção campeã do mundo, cuja vitória na Copa da África do Sul desencadeou uma onda de euforia e orgulho no país pela conquista de seu primeiro título mundial.

A Espanha chegou a Madri no início da tarde, iniciando comemorações pelo centro da capital que teve sua primeira parada no Palácio Real, onde os jogadores e comissão técnica foram recebidos por parte da família real.

O rei Juan Carlos expressou sua "emoção" e "orgulho" pelo triunfo "bem merecido" e pela "excepcional" atuação que fez "o coração de todos os espanhóis vibrar" após a vitória de 1 x 0 sobre a Holanda na prorrogação.

"São um exemplo de esportividade, de nobreza, de bom jogo, de trabalho em equipe, e aqui tenho que dar os parabéns a Vicente del Bosque (o técnico), que, embora não goste de aparecer, sempre terá meu reconhecimento", disse o rei na recepção no Palacio Real.

"Obrigado campeões, em nome de toda a Espanha e de todos os espanhóis", acrescentou ele.

O rei, que não viajou para a África do Sul por estar se recuperando de uma recente intervenção cirúrgica, estava acompanhado pela rainha, os príncipes de Astúrias, a as infantas Elena, Leonor e Sofía, que apareceram vestindo a camisa da seleção.

Após a recepção real, o elenco foi ao Palácio da Moncloa, onde foi recebido pelo primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero.

"Esta é a vitória dos 23 jogadores da seleção, mas por atrás deles tinha a força unida de todos os espanhóis", disse Zapatero.

Dezenas de pessoas ovacionaram os jogadores e gritaram o nome do autor do gol da vitória, Andrés Iniesta, que, a pedido do público, disse algumas palavras após o discurso de Zapatero e do capitão Iker Casillas.

"Tenho a sorte de representar estes grandes jogadores, trouxemos esta Copa da África do Sul com honra merecida para todos vocês, para a Espanha inteira, o nome da Espanha vai estar por quatro anos no lugar mais alto do mundo", disse Casillas à multidão eufórica.

Depois do ato em Moncloa, os jogadores subiram na parte de cima de um ônibus e desfilaram pelas ruas de Madri. Do local e com camisetas vermelhas com o lema "campeões do mundo", os jogadores gritavam e agitavam bandeiras e tiravam fotos das centenas de milhares de pessoas que saíram às ruas.

"Estamos aqui para participar da história", disse Pedro, de 33 anos, à Reuters, na praça Cibeles, enquanto a multidão gritava "eu sou espanhol, espanhol, espanhol".

Famílias inteiras participaram da festa, com crianças pequenas e idosos. No domingo, os espanhóis festejaram a conquista emocionados, e o país se vestiu de vermelho e amarelo após o triunfo em Johanesburgo.

Reportagem de Teresa Larraz e Inmaculada Sanz

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below