Hispania afasta Chandhok do GP da Alemanha; Bruno Senna corre

sexta-feira, 16 de julho de 2010 16:04 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O indiano Karun Chandhok segue confiante em sua carreira na Fórmula 1 apesar de ter sido afastado por sua equipe Hispania (HRT) para o Grande Prêmio da Alemanha, na semana que vem.

A escuderia estreante na Fórmula 1 afirmou que o piloto de testes japonês Sakon Yamamoto ocupará o posto no grid de largada pela segunda corrida seguida, ao lado do brasileiro Bruno Senna.

Senna, sobrinho do tricampeão mundial Ayrton, ficou de fora do GP da Grã-Bretanha em Silverstone, na semana passada, enquanto Yamamoto e Chandhok estiveram na pista.

"Você quer pilotar todos os finais de semana então não é o ideal", disse Chandhok à Reuters nesta sexta-feira.

"No fim das contas, eles me deram a chance de estar na Fórmula 1".

Único indiano na categoria, ele espera ser o primeiro de seu país a correr em casa no GP da Índia, no ano que vem. O piloto se disse confiante em retornar em breve às pistas.

"De maneira nenhuma isso significa que não estarei de volta ao carro em Budapeste (local da prova após a Alemanha)", disse ele.

"Sentaremos em Hockenheim e a equipe decidirá baseada nas corridas", afirmou. Ele viajará à Alemanha como planejado anteriormente.

O experiente austríaco Christian Klien, segundo piloto de testes, completa a equipe de quatro pilotos da Hispania.

Sob as regras da categoria, todas as equipes podem usar quatro pilotos em uma temporada e todos eles podem pontuar.

 
<p>Indiano Karun Chandhok, da Hispania, n&atilde;o disputar&aacute; o Grande Pr&ecirc;mio da Alemanha de F&oacute;rmula 1. REUTERS/Mathieu Belanger</p>