DF assina contrato de R$696 mi para reformar estádio da Copa

terça-feira, 20 de julho de 2010 18:02 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governador do Distrito Federal, Rogério Rosso (PMDB), assinou nesta terça-feira em Brasília um contrato de 696 milhões de reais para a reforma do estádio Mané Garrincha para a Copa do Mundo de 2014.

A nova arena terá capacidade para 70 mil torcedores e deverá estar concluída antes de julho de 2013, quando o Brasil sediará a Copa das Confederações, evento-teste para o Mundial, informou o governo do Distrito Federal em seu site na Internet.

Com a capacidade para 70 mil pessoas, Brasília se tornará apta a receber o jogo de abertura da Copa do Mundo. São Paulo, que era considerada a preferida para sediar a partida inicial, ainda não decidiu qual estádio será a sede da cidade, após um veto da Fifa ao Morumbi.

O ritmo lento dos preparativos do Brasil para o Mundial já foi alvo de críticas da Fifa, que demonstrou preocupação tanto com as obras de estádios como de infraestrutura necessárias para o torneio. Na segunda-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou uma Medida Provisória para agilizar as obras do Mundial.

O consórcio responsável pela reforma do Mané Garrincha, que será praticamente todo refeito, é formado pelas empreiteiras Via Engenharia e Andrade Gutierrez. Após a reforma, a nova arena será batizada de Estádio Nacional de Brasília.

Além da capital federal, outras 11 cidades sediarão jogos da Copa do Mundo no Brasil.