Acusação de crime sexual deixa futuro incerto para Ribéry

quarta-feira, 21 de julho de 2010 09:58 BRT
 

Por John Irish

PARIS (Reuters) - O jogador francês Franck Ribéry terá meses de incerteza pela frente, ao ser investigado pela suspeita de ter feito sexo com uma prostituta menor de idade, disse sua advogada na quarta-feira.

O meia do Bayern de Munique e o atacante do Real Madrid Karim Benzema, que também está sendo investigado, terão agora de esperar que a polícia investigue a rede de prostituição vinculada a uma casa noturna no bairro parisiense de Champs Élysées.

Esse é o primeiro estágio de um inquérito que pode levar a um processo judicial, com pena máxima de três anos de prisão e multa de 45 mil euros (58 mil dólares). Mas os jogadores só serão condenados se ficar provados que eles sabiam que a menina tinha menos de 18 anos.

"Eu diria que este tratamento desfavorável é passível de arruinar sua concentração e atacar o equilíbrio mental de um cara que há dois meses tem ficado extremamente desestabilizado por este caso", afirmou a advogada Sophie Bottai à rádio Europe 1.

O caso veio à tona meses atrás, mas a polícia adiou a audiência para depois da Copa do Mundo da África do Sul, na qual a seleção francesa teve uma desastrosa participação.

Bottai disse que seu cliente ficou "chocado" com a decisão judicial. De acordo com ela, a prostituta em questão havia dito a Ribéry que já tinha 20 anos de idade, embora tivesse só 17 na época. Pela lei francesa, pagar para fazer sexo com uma menor equivale a manter relações não-consensuais.

"A investigação transcorre há dois meses, e confirma cada vez mais que ele não teria como saber a idade dela", declarou a advogada, acrescentando que pedirá o arquivamento do caso depois do recesso judicial de verão.

Numa entrevista que concedeu em abril, a jovem Zahia Dehar negou que fosse prostituta e disse que Ribéry a convidou para viajar a Munique em abril de 2009 para comemorar o aniversário de 26 anos dele. A moça acrescentou que o jogador - que é casado e tem dois filhos - pagou-lhe por três encontros no ano passado.

(Repportagem adicional de Paul Taylor e Thierry Leveque)

 
<p>Franck Ribery em sess&atilde;o de treino durante a Copa do Mundo, em junho. O jogador franc&ecirc;s ter&aacute; meses de incerteza pela frente, ao ser investigado pela suspeita de ter feito sexo com uma prostituta menor de idade. 16/06/2010 REUTERS/Charles Platiau/Arquivo</p>