Maradona confirma que decidirá seu futuro na próxima semana

quarta-feira, 21 de julho de 2010 12:51 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O argentino Diego Maradona disse nesta quarta-feira que na próxima semana decidirá se aceita ou não seguir até 2014 como técnico da seleção de seu país, depois de uma viagem à Venezuela.

Em suas primeiras declarações públicas desde que voltou da África do Sul, após o fracasso da seleção argentina na Copa do Mundo, Maradona se limitou a confirmar declarações de que iria se reunir com o presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Julio Grondona, quando voltar de Caracas.

"Na semana que vem me reúno com Grondona", disse ele a jornalistas antes de partir ao país caribenho, sem dar mais detalhes.

Maradona viajou nesta quarta-feira à Venezuela para visitar seu amigo e presidente do país, Hugo Chávez, mas também não deu detalhes sobre o objetivo de sua visita.

"Vou cumprimentar Chávez", disse em breves declarações quando perguntado se realizaria na Venezuela alguma escola de futebol.

Grondona e Maradona iam se reunir nesta semana para avaliar a atuação do técnico no comando da "albiceleste", depois de seu criticado período frente à equipe e à decepcionante atuação no Mundial, mas a conversa foi adiada pela viagem do ex-capitão à Venezuela.

Maradona se manteve recluso em sua luxuosa casa nos arredores de Buenos Aires depois de retornar da África do Sul, onde a Argentina foi eliminada nas quartas-de-final por uma goleada de 4 x 0 pela Alemanha.

Depois desse jogo, declarou que seu ciclo à frente da seleção havia terminado, mas a AFA adiantou que lhe oferecerá dirigir a seleção argentina até o Mundial de 2014 no Brasil.

 
<p>Maradona deixa campo ap&oacute;s derrota. O argentino Diego Maradona disse nesta quarta-feira que na pr&oacute;xima semana decidir&aacute; se aceita ou n&atilde;o seguir at&eacute; 2014 como t&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o de seu pa&iacute;s, depois de uma viagem &agrave; Venezuela.03/07/2010.REUTERS/Carlos Barria</p>