CBF vai anunciar novo técnico da seleção entre sexta e segunda

quarta-feira, 21 de julho de 2010 20:40 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O novo técnico da seleção brasileira será anunciado entre o final desta semana e o início da próxima, disse nesta quarta-feira o chefe de comunicação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rodrigo Paiva.

"O técnico sai entre sexta e segunda-feira", disse Paiva a jornalistas que aguardavam uma reunião entre o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, o governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), e o prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM), sobre a participação do Estado na Copa do Mundo de 2014.

O técnico do Corinthians, Mano Menezes, ao lado de nomes como Muricy Ramalho (Fluminense), Luiz Felipe Scolari (Palmeiras) e Abel Braga têm sido citados pela imprensa como possíveis sucessores de Dunga no comando da seleção, após a eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul no começo do mês.

O Brasil tem um amistoso marcado para o dia 10 de agosto contra os Estados Unidos, em Nova Jersey, e a convocação dos atletas que atuam no exterior precisa ser anunciada com ao menos 15 dias de antecedência, de acordo com as regras da Fifa.

A partida que marcará o início da era pós-Dunga deve representar também o começo de uma renovação da seleção brasileira, com vistas ao próximo Mundial que será realizado no país. A maioria dos jogadores convocados deve ser de clubes do Brasil, uma vez que os times europeus ainda estão em fase de pré-temporada.

Dunga, que assumiu a seleção após a derrota também nas quartas de final do Mundial de 2006, foi demitido, ao lado de toda a comissão técnica, depois da eliminação na África do Sul. O treinador conquistou os títulos da Copa América 2007 e da Copa das Confederações 2009, mas não conseguiu superar a campanha do Brasil na Copa anterior.

(Por Eduardo Simões)

 
<p>Ex-t&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o brasileira Dunga diante do banco de reservas durante a derrota para a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo da &Aacute;frica do Sul. 02/07/2010 REUTERS/Eddie Keogh</p>