Alonso faz 29 anos em meio a polêmica sobre ordem da Ferrari

quinta-feira, 29 de julho de 2010 17:46 BRT
 

Por Alan Baldwin

BUDAPESTE (Reuters) - O piloto espanhol Fernando Alonso minimizou as críticas à equipe Ferrari e deixou claro que tudo será como de costume para o Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1 no fim de semana.

Em uma entrevista no circuito de Hungaroring dominada pela polêmica "ordem de equipe" ocorrida na Alemanha no último domingo, que rendeu à escuderia italiana uma multa de 100 mil dólares por ter determinado que Felipe Massa deixasse Alonso passar para vencer a prova, o piloto não quis estender o debate no dia de seu aniversário de 29 anos.

"Realmente não tenho nada para dizer sobre nenhuma equipe, nada polêmico, nenhuma opinião sobre nada", disse Alonso a jornalistas quando perguntado se achava justo que ele fosse o vencedor do campeonato.

"Há muitas opiniões, muitas coisas que foram ditas nos últimos dias. A única coisa importante para nós é que o carro é competitivo e que podemos ir bem na Hungria. Se outros têm opiniões, nós respeitamos, mas estamos concentrados em nosso trabalho", acrescentou.

Alonso tem sofrido críticas desde a corrida passada, principalmente por parte da imprensa britânica. O espanhol garantiu que não existe na Ferrari a definição de primeiro e segundo pilotos entre ele e Massa.

"O que aconteceu já é passado e não tenho mais nada a dizer. Deixamos tudo na Alemanha, nosso presidente também", afirmou Alonso, que evitou uma pergunta sobre se alguma vez já tinha se envolvido em "ordens de equipe" durante sua passagem em 2007 pela McLaren, quando teve como companheiro o inglês Lewis Hamilton.

 
<p>"O que aconteceu j&aacute; &eacute; passado e n&atilde;o tenho mais nada a dizer", disse o piloto espanhol Fernando Alonso. 29/07/2010 REUTERS/Leonhard Foeger</p>