Liga de futebol americano pode adotar bola com chip

quarta-feira, 4 de agosto de 2010 12:28 BRT
 

Por Patrick Johnston

CINGAPURA (Reuters) - A liga de futebol americano dos Estados Unidos (NFL) está estudando a possibilidade de utilizar a tecnologia de chip dentro da bola para ajudar a tomar decisões sobre jogadas polêmicas, disse à Reuters a empresa alemã fabricante da tecnologia.

"Sim, estamos conversando. Há uma demanda no futebol americano", disse o diretor de vendas da Cairos Tecnhologies, Mario Hanus, em entrevista recente com a Reuters no fórum de negócios no esporte Soccerex, realizada em Cingapura.

A NFL não negou nem confirmou as negociações. No entanto, um porta-voz da liga disse na terça-feira que os dirigentes do esporte no país estão estudando ampliar o uso da tecnologia.

"Sempre estamos explorando maneiras de inovar com a tecnologia para melhorar o nosso esporte e a diversão dos nossos torcedores", afirmou o porta-voz Michael Signora.

Atualmente os treinadores dos times da NFL podem usar repetições de vídeos para reclamar de decisões polêmicas durante a partida.

A Cairos defende que a sua tecnologia seja utilizada no futebol para ajudar em jogadas duvidosas, como por exemplo se a bola cruzou a linha do gol.

O debate voltou a ganhar força durante a Copa do Mundo da África do Sul do mês passado, por exemplo quando um chute do meia inglês Frank Lampard claramente entrou no gol após bater no travessão, mas o gol não foi confirmado pelo árbitro ou seus assistentes.

Até o momento, a Fifa recusa o uso da bola com chip.