Ataque brilha e Brasil de Mano estreia com vitória sobre EUA

terça-feira, 10 de agosto de 2010 23:17 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A seleção brasileira jogou o futebol alegre e ofensivo que há muito se cobrava e derrotou os Estados Unidos por 2 x 0, nesta terça-feira, no primeiro jogo sob o comando do técnico Mano Menezes. O estreante Neymar, à vontade com a camisa do Brasil, e Alexandre Pato fizeram os gols.

Com três atacantes (Robinho, Neymar e Pato) e um meio-campo leve e habilidoso (Lucas, Ramires e Paulo Henrique Ganso), o Brasil precisou de apenas alguns minutos para se acertar em campo e dominar a partida. Jogando em velocidade, com trocas de passes, bolas enfiadas e dribles, a seleção só não balançou a rede outras vezes por culpa da trave e do goleiro adversário.

Robinho, o novo capitão da equipe e um dos quatro únicos remanescentes da equipe que perdeu para a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo do mês passado, acertou o poste esquerdo, assim como o meia Ganso, outro que não sentiu a pressão de estrear pela seleção.

"Já saiu o peso da estreia. Agora vai ser tudo mais tranquilo", disse Neymar, de 18 anos, após a partida.

Seu companheiro de Santos Ganso, de 20 anos, acrescentou: "O Mano deu total liberdade para a gente mostrar o futebol alegre que a gente mostra no Santos e foi isso que a gente conseguiu fazer dentro de campo."

A nova linha defensiva formada por Daniel Alves, Thiago Silva, David Luis e André Santos permitiu que o talentoso meia norte-americano Landon Donovan chegasse cara a cara com o goleiro Victor logo aos dois minutos, mas a chance desperdiçada foi praticamente a única dos EUA, que tinham a base da equipe que classificou-se para as oitavas de final do Mundial, em todo o jogo.

A exceção de alguns passes errados de Daniel Alves ainda nos primeiros minutos, o Brasil impôs seu jogo, e a partida passou a desenrolar-se dentro do campo de defesa norte-americano. Abertos pelas pontas, Robinho e Neymar puxavam as principais jogadas de ataque.

Depois de algumas chances que pararam nas mãos do goleiro Tim Howard, a seleção abriu o marcador aos 27 minutos, numa cabeçada firme de Neymar após excelente cruzamento do lateral-esquerdo André Santos.

Mesmo atuando como volante, o novo jogador do Chelsea Ramires deu uma assistência para Alexandre Pato marcar o segundo, no último minuto da etapa inicial. De volta ao time após ter ficado de fora do Mundial, o atacante do Milan ainda driblou o goleiro antes de tocar para o gol.   Continuação...

 
<p>Neymar (D) comemora com Robinho ap&oacute;s marcar gol do Brasil contra os EUA. REUTERS/Mike Segar</p>