Eliminação na Copa faz com que Tevez pense em aposentar-se

quinta-feira, 12 de agosto de 2010 20:42 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O atacante da seleção argentina Carlos Tevez disse nesta quinta-feira que a eliminação na Copa da África do Sul foi o golpe mais duro de sua vida e destacou ser difícil seguir jogando sem ser feliz em campo.

Tevez, de 26 anos, afirmou que pensa jogar de dois a três anos na Europa e retornar à Argentina.

"Cada vez tenho menos vontade de seguir na Europa. Ficarei mais dois ou três anos e depois penso em voltar. Tenho que ver se seguirei jogando ou não, tenho que ver o que quero para mim, mas se o futebol não me faz feliz, é difícil seguir jogando", disse Tevez ao canal argentino TyC Sports.

A Argentina foi eliminada da Copa pela Alemanha nas quartas de final, ao ser derrotada por 4 x 0.

"Me custa muito tirar o 4 x 0 da cabeça. Para este Mundial me preparei para jogar verdadeiramente, estava convencido... de chegar à Argentina com o troféu", destacou.

"É a coisa mais difícil que eu já passei no futebol e, agora, para colocar isso à minha família, de querer deixar o futebol é um pouco complicado. Não é fácil", disse o jogador do Manchester City, da Inglaterra.

Uma gripe deixou o atacante de fora do amistoso contra a Irlanda, vencido pela Argentina por 1 x 0 na quarta-feira, em Dublin, na primeira partida após o Mundial.

(Reportagem de Luis Ampuero)