Jogadora é ferida por tiro durante Copa de beisebol na Venezuela

sábado, 14 de agosto de 2010 17:59 BRT
 

CARACAS, 14 de agosto - (Reuters) - A Venezuela está investigando um tiro que feriu uma jogadora de beisebol da equipe de Hong Kong, durante um jogo da Copa do Mundo de Beisebol feminino.

O vice-presidente Elías Jaua disse que a jogadora foi atingida na perna durante o jogo contra a Holanda, na sexta-feira.

Ela foi levada a um centro médico, e o ferimento não foi grave, segundo Jaua.

Os jogos foram suspensos no sábado.

De acordo com o vice-presidente, autoridades estavam investigando cuidadosamente o caso, ocorrido no segundo dia da competição, no estádio José Antonio Casanova, em Fort Tiuna, uma base militar na capital, Caracas.

"Estamos avaliando as condições para podermos prosseguir com esse importante evento", disse Jaua à TV estatal.

"Pedimos ao povo da Venezuela que se una em defesa da nossa nação... esperamos que todo o país nos ajude a explicar o que aconteceu."

A Venezuela tem uma das taxas de criminalidades mais altas do continente, e muitos residentes portam armas de fogo.

Jaua disse que a jogadora foi atingida por algo semelhante "a uma bala perdida".

A jogadora ferida não foi identificada, mas o ministro dos esportes, Hector Rodriguez, disse no twitter no sábado, que ela estava "em saúde perfeita" e já estava de volta ao seu time.

Segundo a Federação Internacional de Beisebol, 11 equipes participam do torneio. Os times são da Austrália, Canadá, Taiwan, Hong Kong, Holanda, Venezuela, Cuba, Japão, Porto Rico, Coréia do Sul e EUA.