Queiroz é suspenso por ofender agentes antidoping antes da Copa

sexta-feira, 20 de agosto de 2010 17:22 BRT
 

LISBOA (Reuters) - A Federação Portuguesa de Futebol suspendeu nesta quinta-feira o técnico Carlos Queiroz por um mês e aplicou uma multa de 1.000 euros como punição por insultos dirigidos pelo treinador a agentes antidoping antes da Copa do Mundo, mas o inocentou da acusação de ter impedido a realização de exames de doping.

Queiroz admitiu ter trocado ofensas com médicos responsáveis por exames antidoping durante uma visita surpresa ao centro de treinamento da seleção portuguesa antes do Mundial da África do Sul, em maio, mas disse que estava apenas defendendo seus jogadores, que estavam descansando quando os agentes chegaram.

A federação informou em seu site que o conselho disciplinar da entidade "considerou parcialmente válida a acusação contra Queiroz", mas rejeitou a alegação de que o treinador impediu a verificação de seus jogadores, o que teria custado o emprego do treinador.

A suspensão significa que Queiroz vai ficar de fora das partidas de Portugal contra Chipre e Noruega, em 3 e 7 de setembro, pelas eliminatórias da Eurocopa. Durante a suspensão, o auxiliar Agostinho de Oliveira vai comandar a seleção.

(Por Andrei Khalip e Shrikesh Laxmidas)

 
<p>O t&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o portuguesa, Carlos Queiroz, admitiu ter trocado ofensas com m&eacute;dicos respons&aacute;veis por exames antidoping na Copa. 29/06/2010 REUTERS/Yves Herman</p>