Federação Espanhola decide contra manipulação de resultados

sábado, 21 de agosto de 2010 14:31 BRT
 

MADRI (Reuters) - A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) desistiu das investigações sobre a suposta manipulação de resultados por parte do Hércules, clube recém-promovido à primeira divisão do Campeonato Espanhol, após ter o acesso negado às provas a partir de uma investigação judicial independente.

Gravações de conversas, recolhidas por um juiz como parte de uma investigação na cidade de Alicante, sede do Hércules, têm sido amplamente noticiadas na mídia local, sugerindo que o clube teria tentado influenciar o resultado das partidas.

O Hércules nega qualquer irregularidade.

"(A corte) encerrou a possibilidade de que as conversas, base das acusações, possam ser utilizadas", disse a federação em um comunicado no seu site (www.rfef.es).

O juiz determinou que a liberação das fitas violaria a privacidade e os direitos individuais das pessoas envolvidas.

Sem outras provas com que a comissão possa utilizar, o comitê de competições da RFEF "decidiu unanimemente não abrir uma investigação disciplinar".

O Hércules foi promovido à elite do futebol espanhol após mais de uma década na segunda divisão após terminar em segundo lugar, atrás do Real Sociedad na última temporada.

O Real Bétis, da segunda divisão e o Cádiz, da Segunda B (terceira divisão) apresentaram queixas formais contra o Hércules no início de agosto.

O Hércules emitiu um comunicado no início do mês no qual diz que as insinuações de que o goleiro do clube rival Córdoba teria sido pago para entregar uma partida vencida pelo Hércules no começo de maio na eram falsas.