August 22, 2010 / 4:42 PM / 7 years ago

Ryan Lochte brilha no Pan Pacific, Thiago Pereira é bronze

3 Min, DE LEITURA

<p>O brasileiro Thiago Pereira nada os 200 metros medley no Campeonato Pan Pacific em Irvine, Calif&oacute;rnia, 21 de agosto de 2010.Alex Gallardo</p>

Por Mark Lamport-Stokes

IRVINE, Califórnia (Reuters) - Ryan Lochte protagonizou o momento mais brilhante do quarto dia do Campeonato Pan Pacific, no sábado, ao quase conseguir quebrar seu próprio recorde na final individual dos 200 metros medley.

O americano ficou abaixo do ritmo do recorde mundial nas duas primeiras pernas da prova de quatro piscinas, antes de acelerar no final e terminar com o tempo de 1min54s43, o terceiro tempo mais rápido na história da prova.

Com seu compatriota e grande rival Michael Phelps tendo se retirado da prova para se poupar para o revezamento 4x100 metros medley, também no sábado, Lochte atraiu todas as atenções ao conquistar sua sexta medalha de ouro na competição.

"Eu apenas me concentrei na minha prova," disse o nadador de 26 anos aos repórteres, depois de terminar na frente do também americano Tyler Clary (1min57s61) e do brasileiro Thiago Pereira, que conquistou a medalha de bronze com 1min57s83. "Eu me senti bem durante toda a prova, até os últimos metros do nado livre."

O que fez da performance de Lochte ainda mais marcante é que o Pan Pacific é apenas o segundo grande evento a ser disputado sob as novas regras da natação, que baniram os supertrajes usados pela maioria dos nadadores nos últimos anos.

Desenhados para aumentar a flutuação e reduzir a resistência da água, os maiôs de poliuretano foram responsabilizados pelo grande número de recordes que foram quebrados, inclusive aqueles considerados intocáveis.

"Todo mundo disse que não veríamos novos recordes mundiais," afirmou Lochte, que registrou a marca mais rápida para os 200 metros medley no mundial de Roma do ano passado com o tempo de 1min54s10.

"Eu sabia que estava perto. Todas as provas que nadei no início da competição me deixaram um pouco cansado. Estava do tipo: 'Cara, se eu tivesse dado mais uma ou duas pernadas no borboleta, eu poderia ter quebrado o recorde.'"

A americana Rebecca Soni também flertou com o recorde mundial antes de vencer os 200 metros peito e estipular o melhor tempo do campeonato com 2min20s69, o quarto mais rápido da história.

A veterana australiana Leisel Jones ficou em segundo com 2min23s23, com a canadense Annamay Pierse em terceiro, com 2min23s65.

Nas outras provas, o brasileiro Cesar Cielo, recordista mundial dos 50 metros livre, foi superado pelo americano Nathan Adrian numa chegada apertada entre eles. Os Estados Unidos ainda venceram o revezamento 4x100 metros medley no masculino e no feminino.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below