Banco suíço UBS assina acordo global com a F1

segunda-feira, 23 de agosto de 2010 12:24 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Fórmula 1 fechou contrato com o banco suíço UBS como parceiro global nesta segunda-feira, um acordo que a categoria espera ser um ponto de virada após a saída de várias outras instituições financeiras durante a crise econômica.

Os detalhes financeiros do acordo não foram revelados. A parceira será formalmente apresentada no Grande Prêmio de Cingapura do próximo mês.

O presidente da Williams, Adam Parr, cuja equipe está perdendo o patrocínio do endividado Royal Bank of Scotland, afirmou que o mais importante no novo acordo é a mensagem que ele transmite.

"Esse é um anúncio muito significativo, independentemente do tamanho do patrocínio", disse ele à Reuters. "O fato de outro grande banco estar olhando para a Fórmula 1 como sua plataforma global de marketing é muito positivo."

O UBS recebeu ajuda financeira do governo da Suíça durante a crise financeira, depois que investimentos de risco nos Estados Unidos tiveram impactos negativos no balanço da instituição.

Na semana passada, o banco anunciou o lançamento de uma campanha de publicidade para recuperar seus clientes, após retornar aos resultados positivos este ano.

O grupo financeiro holandês ING, que era o maior patrocinador da Renault, deixou a F1 no ano passado, enquanto o Credit Suisse decidiu abandonar seu patrocínio da BMW- Sauber antes do início da temporada 2009.

Por outro lado, o espanhol Santander aumentou seu envolvimento nas duas equipes que apoia, McLaren e Ferrari.