Árbitro da final da Copa diz que deveria ter expulsado De Jong

quarta-feira, 25 de agosto de 2010 17:30 BRT
 

Por Martyn Herman

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - O árbitro da final da Copa do Mundo da África do Sul, Howard Webb, viu várias vezes o vídeo da decisão desde que voltou para a Inglaterra, mas disse que a única coisa que mudaria é a cor do cartão que mostrou ao holandês Nigel de Jong.

O juiz inglês mostrou 14 cartões amarelos, incluindo dois para o holandês Johnny Heitinga, na final vencida pela Espanha por 1 x 0, na prorrogação, em partida marcada pela violência.

Webb e seus assistentes ingleses, Darren Cann e Mike Mullarkey, foram criticados pela forma como controlaram a partida em Johanesburgo, mas o árbitro afirmou ter orgulho de seu trabalho na final da Copa.

Perguntado sobre o chute quase de caratê que De Jong acertou no peito de Xabi Alonso no primeiro tempo, Webb admitiu que cometeu um erro por mostrar apenas o cartão amarelo para o volante do Manchester City.

"Nós queríamos fazer um trabalho tranquilo, mas igualmente queríamos agir da forma adequada. Se houvesse um cartão vermelho claro, nós mostraríamos. Quando eu olho de novo as duas horas daquela partida, o que é claro que eu faço, não há muitas coisas que eu mudaria", disse Webb em entrevista à Reuters, após ter tido bem menos trabalho ao apitar um jogo de meninos no estádio do Manchester City.

"Uma das coisas que eu mudaria é a cor do cartão pela falta de De Jong. Depois de ver o lance de novo várias vezes da minha poltrona, em câmera lenta e em diversos ângulos, vejo que era uma falta para cartão vermelho", afirmou.

"Mas, naquele momento, a decisão de não mostrar o cartão vermelho não foi baseada na suposição de que eu não queria expulsar ninguém numa final de Copa do Mundo, foi baseada no meu ângulo de visão", acrescentou.

"Eu não podia ter visto o contato, de fato, em Alonso através das costas de Alonso, com (Mark) van Bommel logo ao lado dele -- a visão estava obstruída. Eu vi que o pé foi alto e, pela reação de Alonso, deveria ter acontecido algum contato, mas eu não vi o contato. Aos 25 minutos de uma final de Copa do Mundo, eu não tinha como adivinhar. Eu não estava pronto para preencher as lacunas na minhas cabeça e achar que era uma falta para cartão vermelho."

Webb foi vaiado pelos torcedores holandeses ao final da partida e criticado pelo técnico da Holanda, Bert van Marwijk. O atacante Dirk Kuyt, do Liverpool, um dos dois únicos jogadores da Holanda a não levar cartão, disse que Webb tirou o título mundial da Holanda.

O árbitro esteve em Manchester para encontrar o comitê de inspeção da Fifa para a Copa do Mundo de 2018, que começou a vistoriar os estádios da proposta inglesa.