Ballack fica fora da seleção alemã para eliminatórias da Euro

sexta-feira, 27 de agosto de 2010 11:04 BRT
 

BERLIM (Reuters) - O ex-capitão Michael Ballack ficou de fora da seleção alemã convocada nesta sexta-feira para o início das eliminatórias da Euro 2012 no próximo mês.

Ballack, meio-campista do Bayer Leverkusen, foi poupado para recuperar sua melhor forma física depois de passar três meses sem jogar com uma lesão no tornozelo que o deixou fora da Copa do Mundo.

"Nós tivemos uma discussão boa e sincera", disse o técnico Joachim Loew sobre uma conversa por telefone com Ballack.

"Michael está tendo um bom retorno depois de três meses fora com uma lesão e todos estão satisfeitos com sua recuperação. É importante agora que ele encontre sua melhor forma no Leverkusen."

Loew convocou 17 jogadores que estiveram na conquista do terceiro lugar na Copa do Mundo. A Alemanha enfrentará a Bélgica no dia 3 de setembro, e o Azerbaijão quatro dias depois.

Ballack se machucou na última temporada do Campeonato Inglês enquanto jogava pelo seu ex-clube Chelsea. Depois de ficar de fora da Copa do Mundo na África do Sul, ele retornou à Liga Alemã e ao Leverkusen.

O jogador de 33 anos, que participou de 98 jogos da seleção, jogou os 90 minutos da vitória do Leverkusen contra o Borussia Dortmund na estreia do Bundesliga na semana passada.

Com Ballack fora da seleção, Loew terá mais tempo para escolher o novo capitão da Alemanha. Philipp Lahm assumiu o papel na Copa do Mundo e já disse que gostaria de continuar como capitão. Ballack disse que queria de volta sua braçadeira.

Loew chamou o defensor Heiko Westerman e o meio-campista Christian Traesch, assim como o goleiro Rene Adler. Todos esses estavam lesionados antes do Mundial.   Continuação...

 
<p>Michael Ballack, do Bayer Leverkusen, durante partida contra Tavriya em Leverkusen, 19 de agosto de 2010. Ballack ficou de fora da sele&ccedil;&atilde;o alem&atilde; convocada nesta sexta-feira para o in&iacute;cio das eliminat&oacute;rias da Euro 2012 no pr&oacute;ximo m&ecirc;s. REUTERS/Ina Fassbender</p>