28 de Agosto de 2010 / às 15:08 / em 7 anos

Webber garante pole no GP da Bélgica; Alonso será décimo

Por Alan Baldwin

<p>Piloto de F1 da Red Bull, Mark Webber, comemora conquista de pole position em sess&atilde;o de treinos do Grande Pr&ecirc;mio da B&eacute;lgica neste s&aacute;bado. REUTERS/Francois Lenoir</p>

SPA-FRANCORCHAMPS, Bélgica (Reuters) - O líder do campeonato Mark Webber deu à Red Bull sua 12a ‘pole position’ em 13 corridas nesta temporada, ao obter neste sábado a primeira colocação para a largada do Grande Prêmio da Bélgica.

O australiano, favorecido por uma chuva no final da sessão de treinos que impediu seus rivais de igualar seu tempo, encerrou uma série de quatro poles consecutivas de seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel.

Lewis Hamilton larga ao lado de Webber com sua McLaren, com a Renault de Robert Kubica em terceiro e Vettel em quarto. As esperanças de Fernando Alonso, da Ferrari, foram frustradas pelas condições do tempo e ele larga na décima colocação.

Webber, que fez 34 anos na sexta-feira, está quatro pontos à frente de Hamilton faltando sete provas, incluindo a de domingo, na temporada.

Foi sua primeira pole este ano, a sexta de sua carreira e a primeira desde maio na Turquia.

“É um ótimo lugar para largar na pole, mas este ano vimos algumas ocasiões em que a pole não contou muito,” disse Webber, cujo companheiro de time obteve sete poles e só venceu duas provas.

O piloto que largou na frente não venceu quatro das últimas cinco provas neste circuito, e somente 13 vezes em 43 corridas.

HAMILTON EM SEGUNDO

Hamilton, de volta à primeira fila pela primeira vez desde a pole no Canadá em junho está ansioso para desafiar Webber na pista.

“O lado positivo é que estamos lá na frente, estamos na briga”, disse ele. “O carro está muito bom aqui, então estamos em uma boa situação para conseguir bons pontos.”

O britânico foi o mais rápido na segunda parte do treino, adiante de seu companheiro de equipe e defensor do título, Jenson Button, que se classificou em quinto.

O brasileiro Lucas di Grassi rodou na 14a volta e atingiu a Lotus do italiano Jarno Trulli, e o experiente heptacampeão Michael Schumacher conseguiu se desviar da confusão com sua Mercedes.

O alemão de 41 anos sofrerá uma punição de dez posições no grid por conta de um incidente com Rubens Barrichello, seu ex-companheiro de equipe na escuderia italiana, no GP da Hungria no início do mês.

Nico Rosberg, seu colega de equipe, terá uma punição de cinco lugares por uma troca de caixa de câmbio não programada e deve largar em 16o no grid.

As penalidades deixam a Lotus de Heikki Kovalainen na 14 colocação, a melhor de qualquer piloto das três equipes que entraram este ano e que não marcaram sequer um ponto até agora.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below