Morre aos 50 anos o bicampeão da Volta da França Laurent Fignon

terça-feira, 31 de agosto de 2010 11:25 BRT
 

Por Clement Guillou

PARIS (Reuters) - O ex-ciclista francês Laurent Fignon, bicampeão da Volta da França, morreu nesta terça-feira aos 50 anos, em consequência de um câncer.

"Ele faleceu às 12h30 (7h30, horário de Brasília)", informou à Reuters seu amigo Alain Gallopin, atual diretor da equipe Radioshack. O enterro seria realizado em uma cerimônia particular.

Fignon, considerado um dos melhores ciclistas da década de 1980, venceu a Volta da França em 1983 e 1984, o Giro da Itália em 1989 e o clássico Milan-San Remo em 1988 e 1989.

Ele por pouco não conseguiu seu terceiro título da Volta da França em 1989, quando começou a etapa final com uma vantagem de 50 segundos como líder da competição, mas perdeu ao final por oito segundos -- a menor margem na história do evento -- para o norte-americano Greg LeMond.

Em um livro publicado em junho de 2009, "We Were Young and Carefree", Fignon revelou que havia sido diagnosticado com câncer. Admitiu, também, ter usado produtos de doping, mas esclareceu que não sabia se isso havia causado a doença.

"Não quero morrer aos 50 (anos), mas se meu câncer é incurável, o que posso fazer?", declarou o ex-ciclista à revista francesa Paris-Match em janeiro.

"Me encanta a vida, me encantam as boas risadas, as viagens, os livros, a boa comida. Sou um típico francês. Não temo a morte, só não quero morrer", acrescentou.

Em 1983, aos 22 anos, Fignon, com óculos escuros e seu rabo de cavalo, se tornou o ciclista mais jovem em 50 anos a ganhar a Volta da França, depois de ter se beneficiado com o abandono de Bernard Hinault por uma lesão, campeão da prova em quatro ocasiões.

"Sabíamos que Laurent não estava bem, mas pensamos que uma vez mais, sobreviveria", disse à emissora de rádio France-Info Jean-Francois Bernard, ex-ciclista que competiu na Volta.

 
<p>Laurent Fignon, na lideran&ccedil;a da Volta da Fran&ccedil;a em julho de 1989. Fignon, bicampe&atilde;o da Volta da Fran&ccedil;a, morreu nesta ter&ccedil;a-feira aos 50 anos, em consequ&ecirc;ncia de um c&acirc;ncer. 20/06/1989 REUTERS/Charles Platiau/Arquivo</p>