Murray chega forte ao Aberto dos EUA; Roddick perde a linha

quinta-feira, 2 de setembro de 2010 10:31 BRT
 

Por Julian Linden

NOVA YORK (Reuters) - Andy Murray chegou com força na quarta-feira ao Aberto dos EUA de tênis, enquanto Andy Roddick teve uma desclassificação indigna no último jogo do dia em Flushing Meadows.

Na chave feminina, as ex-campeãs Kim Clijsters e Venus Williams arrasaram suas adversárias e encantaram a plateia, depois de Victoria Azarenka dar um susto no mundo do esporte ao desmaiar em quadra.

Roddick foi desclassificado pelo sérvio Janko Tipsarevic. Pior do que a derrota (3-6, 7-5, 6-3 e 7-6) foram as grosserias proferidas por ele contra um juiz de linha por causa de uma marcação que não interferiu no resultado. "Será que eu fui longe demais? É, provavelmente", admitiu Roddick posteriormente.

O dia já havia começado agitado quando Azarenka, jogando de preto e na hora mais quente do dia, teve de ser levada ao hospital após desmaiar no fundo da quadra, no jogo contra a argentina Gisela Dulko.

A bielorrusa já havia passado mal com o calor no Aberto da Austrália do ano passado. Depois do incidente de quarta-feira, ela revelou que havia sofrido uma leve concussão no aquecimento para o jogo, e que o desmaio foi consequência disso.

"Fui piorando no decorrer do jogo, com dor de cabeça e tontura. Também comecei a ter dificuldades para enxergar, e me senti fraca antes de cair."

Murray mostrou porque é apontado como candidato ao título em Nova York ao bater o eslovaco Lukas Lacko por 6-3, 6-2 e 6-2 em apenas duas horas.

"Consegui avançar em sets seguidos, então estou satisfeito. Mas foi muito mais difícil do que o placar sugere", disse o escocês, quarto cabeça-de-chave do torneio.

 
<p>Andy Murray durante jogo contra Lukas Lacko no Aberto dos EUA em Nova York. 01/09/2010 REUTERS/Eduardo Munoz</p>