Scola lidera vitória argentina contra o Brasil no basquete

terça-feira, 7 de setembro de 2010 19:34 BRT
 

ISTAMBUL (Reuters) - O pivô Luis Scola comandou a vitória da Argentina sobre o Brasil (93 x 89), nas oitavas de final do Mundial de Basquete, com uma emocionante atuação individual na terça-feira.

Scola, que aos dez anos enxugava quadras no Mundial realizado na Argentina, em 1990, anotou 37 pontos e pegou 9 rebotes no acirrado duelo contra os arquirrivais brasileiros.

Campeã olímpica de 2004, a Argentina agora enfrenta a Lituânia por uma vaga na semifinal. Os gigantes do Leste Europeu tiveram trabalho para vencer a China (78-67).

Scola, do Houston Rockets, marcou 10 dos últimos 12 pontos argentinos, num final dramático, depois de a liderança trocar de mãos várias vezes no ginásio Sinam Erdem.

"Foi uma partida de basquete incrível, e eu quase desejei que estivesse vendo de fora", disse Scola, cestinha do torneio, com média de 30,3 pontos por jogo. "Eu adoraria que três ou quatro jogadores do nosso time marcassem entre 15 e 20 pontos, em vez de dois caras marcarem 30 cada, porque temos muitos jogadores que estão à altura. Mas sei que meu time olha para mim na hora do aperto, porque estamos sem vários titulares neste torneio, e estou feliz por ter feito todos esses arremessos cruciais nesta noite."

Carlos Delfino anotou mais 20 pontos para os vencedores, inclusive quatro cestas de três pontos. Marcelo Huertas (32) e Leandro Barbosa (20) foram os cestinhas brasileiros.

REAÇÃO LITUANA

A Lituânia começou o jogo assustada, perdendo por 16 x 5, mas o pivô Linas Kleiza comandou a reação, com 30 pontos, até que a Lituânia assumisse uma liderança de 62 x 49 no terceiro quarto.

Os chineses, com a ajuda dos 21 pontos do ala Liu Wei, reduziram a diferença para 66 x 60 no começo do quarto final, mas --como Scola contra o Brasil-- Kleiza se superou no final.

"Chegamos dormindo, enquanto a China veio com garra, não tinham nada a perder e fizeram um ótimo jogo", disse Kleiza. "Eles jogaram o tipo de basquete que lembra a NBA", afirmou o lituano, que jogou quatro anos no Denver Nuggets antes de passar pelo grego Olympiakos e chegar ao Toronto Raptors.

A campeã Espanha enfrenta a azarã Sérvia, e a anfitriã Turquia pega a Eslovênia na quarta-feira. Os Estados Unidos, favoritos ao título, duelam com a Rússia, e a Lituânia enfrenta a Argentina na quinta-feira.

 
<p>O piv&ocirc; Luis Scola, do Houston Rockets, marcou 10 dos &uacute;ltimos 12 pontos argentinos contra o Brasil. 07/09/2010 REUTERS/Mark Blinch</p>