Ballack terá longo caminho para voltar à seleção da Alemanha

quarta-feira, 8 de setembro de 2010 11:01 BRT
 

Por Karolos Grohmann

BERLIM (Reuters) - A vitória incontestável da Alemanha por 6 x 1 sobre o Azerbaijão, mantendo os 100 por cento de aproveitamento nas eliminatórias da Euro 2012 na terça-feira, deixou claro que o capitão Michael Ballack não está fazendo falta.

O estilo de jogo com trocas de passes rápidos e finalizações precisas que deixou tão boa impressão na caminhada até o 3o lugar na Copa do Mundo da África do Sul voltou a chamar a atenção em Colônia.

"Estamos nos divertindo, curtindo jogar futebol e marcar gols", disse o lateral-direito Philipp Lahm.

Ballack, de 33 anos, que ficou de fora da Copa do Mundo de julho devido a um problema no tornozelo e ainda não voltou ao time por estar sem ritmo de jogo, terá dificuldades para retornar à equipe do técnico Joachim Loew.

"É divertido ver esse time jogar. Você realmente sente que este time está bem azeitado", disse Loew a repórteres depois da partida. "As combinações estão dando muito certo."

É difícil ver como Loew, que declarou esta semana que Ballack ainda faz parte de seus planos, poderia encaixar o veterano jogador em sua escalação rápida e jovem, com os meias Bastian Schweinsteiger, 26, e Sami Khedira, 23, em ótima forma.

Além deles, o novo jogador do Real Madrid Mesut Ozil assumiu com sucesso a responsabilidade de criação de jogadas ofensivas no lugar do capitão do Bayer Leverkusen, que decidiu não ir a Colônia para a partida.

"Mesmo depois de uma partida dessas, ainda acho que existe espaço para melhorar", disse o atacante Miroslav Klose, que marcou duas vezes contra o Azerbaijão e agora está empatado em 55 gols com Joachim Streich como segundo maior artilheiro da seleção, atrás apenas de Gerd Mueller.

A próxima partida da Alemanha será contra a Turquia, que também venceu suas duas partidas no Grupo A, no dia 8 de outubro. Ballack, que já terá completado 34 anos, terá que provar que ainda tem espaço numa renovada equipe.

 
<p>Michael Ballack &eacute; visto durante coletiva de imprensa na cidade alem&atilde; de Leverkusen, 14 de julho de 2010. A vit&oacute;ria incontest&aacute;vel da Alemanha por 6 x 1 sobre o Azerbaij&atilde;o, mantendo os 100 por cento de aproveitamento nas eliminat&oacute;rias da Euro 2012 na ter&ccedil;a-feira, 7 de setembro, deixou claro que o capit&atilde;o Michael Ballack n&atilde;o est&aacute; fazendo falta. REUTERS/Kirsten Neumann</p>